ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  19    CAMPO GRANDE 30º

Comportamento

Com cavalos, terapia vira “torneio” em que todo esforço é premiado

Equoterapia voltou no finalzinho de agosto, e a PM não deixou de realizar o evento anual em que reúne crianças e cavalinhos

Por Raul Delvizio | 30/09/2020 11:22
Por trás das máscaras, sorriso no rosto e animação pelo clima de festa (Foto: CEQUO/PMMS)
Por trás das máscaras, sorriso no rosto e animação pelo clima de festa (Foto: CEQUO/PMMS)

No mês em que a equoterapia da Polícia Militar de MS faz aniversário de maioridade, quem ganha presente são as crianças. Montadas nos cavalos, participam felizes da vida de uma “competição” paralímpica super amigável, em que a dedicação e o entusiasmo é recompensado com o carinho dos técnicos, medalha no pescoço e troféu na mão – fora o sorriso garantido no rosto.

“Elas expressam um prazer enorme por estarem participando da festividade, mesmo que neste ano não podemos ter aglomerações. Há muita alegria no rostinho de cada um, principalmente de matar a saudade dos animais”, comenta Eudneia Centurião Paz, pedagoga do Centro de Equoterapia da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (CEQUO/PMMS). Para ela e toda a equipe, a ocasião também é gratificante.

Acompanhados dos técnicos, cada praticante realiza um percurso no picadeiro e recebe medalha e troféu ao final da volta. O ambiente decorado e otimista pode até nem ser muito bem o de disputa, mas existem aquelas crianças que se desafiam a percorrer somente com controle de rédia, com maior autonomia sobre o cavalo. É superação em clima de festa.

Troféu de cavalinhos é a recompensa ao final da "prova" de cada participante (Foto: CEQUO/PMMS)
Troféu de cavalinhos é a recompensa ao final da "prova" de cada participante (Foto: CEQUO/PMMS)

Coordenador da CEQUO, Tenente Vanderlei Lorensetti explica que a pandemia não tirou o sucesso do evento, mas mostrou que as atividades têm retorno integral assegurado, isso dentro das normas previamente estabelecidas.

“A gente tá utilizando a paralimpíada deste ano não somente para comemorar o aniversário de 18 anos, mas em especial para a volta mais intensa das nossas atividades, de forma segura e gradual”, afirma o militar.

“Esse evento serviu como um teste comprovado, mostrando que é possível sim nossas queridas crianças subirem novamente aos cavalos e da equipe retornar com os trabalhos terapêuticos”.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Equipe da equoterapia posa em foto junto a uma das crianças da atividade (Foto: CEQUO/PMMS))
Equipe da equoterapia posa em foto junto a uma das crianças da atividade (Foto: CEQUO/PMMS))
Nos siga no Google Notícias
Confira a Galeria de Imagens: