A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Março de 2019

13/03/2019 08:25

DJ não bebe e fez do "Toddynho" uma marca nas festas, apesar das zoeiras

Ele jura que não bebe e nunca colocou uma gota de álcool na boca.

Thailla Torres
Nas festas universitárias, Gabriel diz que já convenceu muito jovem a tomar sua bebida do bem.Nas festas universitárias, Gabriel diz que já convenceu muito jovem a tomar sua bebida "do bem".

Ele jura que não bebe e que nunca colocou uma gota de álcool na boca. Sem se render a bebedeira da turma de universitários, Gabriel Henrique de Araújo de Menezes, de 25 anos, é o DJ que ficou conhecido por tocar em festas e casa noturnas da cidade levando “Toddynho”.

Nos comentários das redes sociais há quem questione se a bebida que Gabriel tanto exibe é “batizada”, ele garante que não. “É só achocolatado mesmo, porque nunca quis beber e também não gosto”, diz.

A história com a bebida sem álcool começou na adolescência. “Sempre fui ligado com a música e como a internet era difícil em 2008, eu fazia pacotes em lan house da cidade para baixar músicas e levava meu Toddynho para ficar a madrugada inteira fazendo download, e acabou virando apelido”.

Achocolatado até na rave. Achocolatado até na rave.

Além disso Gabriel diz que nunca teve interesse pela bebida alcoólica e se abster do álcool foi uma escolha. “As pessoas perguntam muito se é por causa de religião, mas não é. Meus pais também não bebem e acabei me acostumando com isso. Não sinto vontade de abrir uma cerveja”, diz.

A relação com a música fez Gabriel, que é acadêmico de Geografia na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) tentar a vida como DJ. “Começou como hobby e depois virou profissão, hoje eu toco em festas e já fui chamado até para fora do estado por causa da minha bebida”.

Especialmente em eventos universitários, Gabriel encontra com muita bebida alcoólica, mas garante que não toma um gole e ainda leva achocolatado que salva os embriagados. “Eu brinco que meu Toddynho já salvou muito gente porque é açúcar. Já vi muita menina e menino passando mal, então acabo oferecendo se alguém está perto”.

Marca registrada, a bebida também sinônimo de zoeira. “Tiram muito sarro, principalmente nas festas de atléticas onde tem muita bebida. Mas eu não me importo, já me acostumei com a zoeira. No fim, minha bebida acaba fazendo sucesso entre eles que querem tirar foto”.

Depois de ouvir muito na noite que "quem não aguente bebe leitinho", Gabriel diz que ficar sóbrio em uma festa regada à bebida tem suas vantagens. “Eu vejo tudo o que você possa imaginar. Das coisas mais engraçadas as mais bizarras. Mas não me intrometo, só observo”.

Namorando há 7 anos, Gabriel diz que até a namorada parou de beber. “Ela acabou desistindo de beber também, não faz mais falta, acredito”.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Bebida faz sucesso também com as irmãs gêmeas que adoram festa, mas não bebem. Bebida faz sucesso também com as irmãs gêmeas que adoram festa, mas não bebem.


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.