ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 17º

Comportamento

Força terena que está no amor de Damásio e Ellen vira ensaio lindo

Damásio usou seu cocar durante o ensaio, unindo sua cultura e trazendo um pedacinho de sua terra

Por Idaicy Solano | 18/05/2024 07:40
Local cheio de histórias e significados foi escolhido pelo casal para ensaio antes do casamento (Foto: Elivelton Almeida)
Local cheio de histórias e significados foi escolhido pelo casal para ensaio antes do casamento (Foto: Elivelton Almeida)

As cachoeiras do balneário Sete Quedas, na cidade de Rio Verde, foram o cenário do ensaio de pré wedding dos noivos Ellen Caroline Rodrigues Barretos, 31, e Damásio Gregório Filho, 33. De origem terena, nascido na aldeia Bananal, Damásio usou seu cocar durante o ensaio, unindo sua cultura e trazendo um pedacinho de sua terra para o local que é tão importante para a noiva, e se tornou um refúgio para os dois.

Ellen conta que costumava passar as férias de final de ano no balneário, porque os avós dela e grande parte da família moram em Rio Verde. Quando Damásio entrou para a família, passou a ir junto com eles. Lá, eles viveram inúmeros momentos engraçados e alegres em família, por isso o local é tão especial para o casal.

Damásio ressalta que o contato com a natureza é um elo que une o casal, e que a escolha do local se deu ao fato de que é um lugar em que ambos se sentem à vontade. “Poderíamos ter pensado em outro lugar e em outros cenários, mas foi tudo direcionado para um lugar perfeito e de uma forma natural”.

“Nesse dia do ensaio, o laço do meu vestido foi levado pela água. No outro dia, um primo do Damásio estava a passeio em Campo Grande, fomos visitá-lo. Contamos o caso rindo. Mas ele disse:  "o amor de vocês é abençoado. O laço simboliza o amor, e a água os abençoam’”, relata Ellen, emocionada.

Ellen conta que laço do vestido foi levado pelas águas durante ensaio (Foto: Elivelton Almeida)
Ellen conta que laço do vestido foi levado pelas águas durante ensaio (Foto: Elivelton Almeida)
Natureza é elo que une casal, diz Damásio (Foto: Elivelton Almeida)
Natureza é elo que une casal, diz Damásio (Foto: Elivelton Almeida)

A enfermeira diz que quando receberam as fotos, ela e o noivo ficaram emocionados. “As fotos representaram muito do que sentimos: a conexão, o amor, parte do todo com a natureza e o criador”.

Isso porque a história de Ellen e Damásio começou muito antes da primeira troca de olhares entre os dois. Eles se conheceram na igreja, e participavam das atividades eclesiásticas juntos, mas mesmo sem fazer ideia de que um dia teriam um relacionamento amoroso, Ellen já rezava, sem saber, pelo noivo.

“‘Senhor, aquele que for pra ser o amor da minha vida, que ele não estranhe de lavar os meus pés [...] esse é o sinal que peço para saber quando encontrar aquele que será meu amor’. Fazia esta oração desde os meus 15 anos. Neste período, cresceu uma paixão por povos e nações, e foi no meio a tudo isso que pedia um sinal a Deus, porque saberia que essa pessoa amaria povos e tribos, uma coisa bem maluca mesmo, de adolescente”, relembra.

Mesmo sem saber, Ellen orou por Damásio, na época seu colega da igreja (Foto: Elivelton Almeida)
Mesmo sem saber, Ellen orou por Damásio, na época seu colega da igreja (Foto: Elivelton Almeida)

Enquanto Ellen se dedicava diariamente aos estudos para se tornar enfermeira, Damásio era músico, e foi através da música que eles começaram a conversar, quando ele apresentou a banda Palavra Antiga para ela, e ela adorou. “Principalmente uma música chamada ‘Vem me Socorrer’, que hoje é a nossa música”, completa Ellen.

Conforme os laços de amizade entre os dois iam se estreitando, Ellen relata que começou a receber vários sinais. O primeiro veio em um sonho, que fez a enfermeira questionar se era com Damásio que ela estava destinada a comprimir sua “missão” na Terra.

O segundo sinal veio exatamente como Ellen pedia em suas orações. Ela relembra que recebeu uma mensagem do noivo dizendo que ele iria lavar os pés de todo mundo no ensaio do louvor. “Quando ele me disse isso, eu levei um susto. Do nada ele iria lavar os meus pés?”.

Ellen e Damásio vão se casar no final desde mês, embaixo de um ingazeiro (Foto: Elivelton Almeida)
Ellen e Damásio vão se casar no final desde mês, embaixo de um ingazeiro (Foto: Elivelton Almeida)

Ao engatarem um namoro, em janeiro de 2013, Ellen pôde mergulhar na cultura indígena ao lado de Damásio. Ela sentia, na adolescência, que seu futuro par amaria povos e tribos, mas jamais poderia imaginar que ele na verdade seria parte dos povos originários que ela tanto admira.

“Me apaixonei ainda mais pela cultura indígena. Nunca tinha experienciado algo assim na minha vida. Só indo e vivendo com os povos para sentir.Damásio me fez olhar para a vida de uma forma diferente, como nunca pensei em olhar. Tenho muito mais para aprender e vivenciar, diz.

O casamento de Ellen e Damásio será no dia 30 de maio de 2024, na Estância das Orquídeas, no pôr do sol, embaixo de um ingazeiro. Para o futuro que os aguardam, os noivos deixam um recado, um para o outro: “Que nunca nos esqueçamos do carinho um com o outro, da conversa respeitosa, da conquista diária, assim como foi no início, se nos basearmos nisso, nos levará "até que a morte os separe".

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias