ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 24º

Comportamento

Grupo é ‘salvação’ para mulheres não se sentirem sozinhas nos negócios

Encontro na Padoca do Enaldo foi exemplo de como Stefany criou espaço para mulheres se ajudarem com desafios

Por Aletheya Alves | 15/04/2024 07:31
Último encontro do grupo foi realizado na Padoca do Enaldo. (Foto: Alex Machado)
Último encontro do grupo foi realizado na Padoca do Enaldo. (Foto: Alex Machado)

Há um ano, Stefany Azevedo decidiu criar uma comunidade voltada para empreendedoras e, desde então, mais de 180 mulheres se juntaram ao grupo virtual. Sem encontrar espaços que pudessem conectar esse público, a fundadora do Empreendedoras do Agora quis “salvar” as mulheres que estão inovando no mercado de trabalho, mas não conseguem compartilhar seus desafios.

Com um grupo no WhatsApp e encontros presenciais, as conexões que ela sentia que estavam em falta começaram a acontecer. E, hoje, mensalmente um local é “fechado” para que a mulherada consiga conversar, fazer negócios e compartilhar uma variedade de assuntos.

Explicando melhor sobre a idealização, Stefany conta que sentia uma maior dificuldade de conexão a partir das empreendedoras que estavam iniciando seus trabalhos. Isso porque a cidade ainda não oferece muitos espaços e eventos específicos para que mulheres se encontrem e possam compartilhar as dificuldades.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Com o tempo, vieram tanto empreendedoras iniciantes quanto aquelas mais experientes. Isso é bastante interessante porque as experientes podem dar orientação, respaldo e apoio para quem está começando. São nesses momentos em que acontecem as conexões, diz a fundadora da comunidade.

Hoje, o Empreendedoras do Agora já possui alguns formatos de funcionamento e modos com que as integrantes conseguem conversar e apresentar seus produtos e serviços. “Nós temos uma comunidade no WhatsApp em que elas se apresentam, falam delas mesmas e pedem socorro”.

Além das conversas virtuais, Stefany detalha que os momentos presenciais são necessários e, por isso, ocorrem uma vez ao mês. “Nós recebemos as novas empreendedoras através do Instagram e, nos encontros, trazemos temáticas relacionadas ao empreendedorismo feminino. Estamos nesse movimento desde o ano passado”.

Estratégicos, os encontros possuem duas modalidades, sendo uma voltada para conversas temáticas de forma mais livre e outra para rodada de negócios. “Nesse segundo modelo, cada uma fala sobre seu produto ou serviço. Depois, elas vão trocando de mesas e conversando sobre. A ideia é que elas consigam fazer esse diálogo”, conta.

E, como o grupo é voltado para o incentivo de mulheres, Stefany detalha que os espaços escolhidos para os encontros também contam com proprietárias.

“Nós levamos os encontros para espaços em que as proprietárias são mulheres. Então, trouxemos o deste mês para a Padoca do Enaldo, que é da Michelle Echeverria. Em outros meses, também fizemos essa mesma lógica”, descreve a fundadora do grupo.

Uma vez ao mês, empreendedoras se reúnem para conversas e rodada de negócios. (Foto: Alex Machado)
Uma vez ao mês, empreendedoras se reúnem para conversas e rodada de negócios. (Foto: Alex Machado)

Acostumada a receber empresários na Padoca, Michelle conta que grande parte do seu público é feminino. Por ali, é possível reservar apenas uma mesa e também garantir o espaço completo para eventos e ações maiores.

“A nossa casa sempre teve grupo de empreendedores por aqui, principalmente de mulheres. Acredito que a preferência é porque elas se identificam. Mas, de forma geral, tanto mulheres quanto homens vêm para fazer suas reuniões com clientes e até mesmo desestressar. A Padoca se tornou um ambiente interessante para se fazer negócios porque você sai do ambiente do escritório”, diz Michelle.

Integrando o grupo, a advogada Nyllavia Ramalho descreve que realmente conseguiu se relacionar melhor com a cidade após conhecer a comunidade das mulheres.

“Eu trabalho com propriedade intelectual, registro de marcas e patentes. Sou paraibana, vim morar aqui em 2017, mas faltava conectar meu trabalho com a cidade. Nesse período, veio a pandemia e isso acabou distanciando ainda mais todo mundo. As parcerias humanas diminuíram muito”, relata a advogada.

Após conhecer Stefany, a Nyllavia decidiu entrar no grupo de empreendedoras e explica que o sentimento de solidão foi diminuindo aos poucos. “Gostei da ideia de me conectar com outras mulheres que também tinham o propósito de melhorar seu público e essa foi uma chance de eu mostrar meu serviço e encontrar novas pessoas. Hoje, eu não só compartilho meu trabalho quanto encontro produtos e serviços que nem imaginava que precisava”.

Para quem se interessar, o perfil no Instagram é @empreendedorasdoagora.

Padoca do Enaldo

Como Stefany e Michelle comentaram, o espaço escolhido para o último encontro foi a Padoca do Enaldo, na Rua Dom Aquino, 2158. Localizada no Centro, a Padoca recebe empreendedores que querem realizar suas reuniões, reservar o espaço para eventos maiores e também para descansar.

Exemplificando o funcionamento, a proprietária da Padoca, Michelle Echeverria detalha que o encontro do Empreendedoras do Agora teve a casa totalmente fechada para o grupo. E um dos destaques é que não há taxa de reserva do local, apenas pacotes para consumo.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

A Stefany foi uma das nossas primeiras clientes que quiseram fazer todo o evento no espaço. Aqui, elas conseguem tomar o café, ter o almoço, enfim, oferecemos todo o aparato interno para que elas se preocupem apenas com o encontro, descreve Michelle.

Com lotação máxima de 30 pessoas, a empreendedora explica que os espaços da Padoca oferecem o ambiente ideal para que as conexões necessárias sejam feitas durante as reuniões e encontros.

“Temos espaços menores porque acreditamos que fazer negócios requer relacionamento e, quanto maior o espaço, menor é o contato para entender o outro em sua particularidade. É um local para que, a partir de relacionamentos, saiam grandes negócios”, defende Michelle.

Em relação às reservas, ela explica que os interessados podem entrar em contato para explicar quais são suas demandas. E, a partir do formato do evento ou reunião, os pacotes são criados.

“Nós não temos cobrança do espaço porque oferecemos todos os nossos serviços de atendimento. Reservamos ao conhecermos o perfil do cliente e personalizamos os pacotes. A ideia é que o alimento e a bebida façam sentido com o momento porque quando comemos bem, ficamos mais abertos para negociar”.

Para mais informações, o contato com a Padoca do Enaldo pode ser feito através do número (67) 98127-0175. O perfil no Instagram é @padocadoenaldo_oficial.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias