ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Comportamento

O antes e depois do tanquinho sarado de quem aposta na calistenia

Na turma que pratica a modalidade de exercício físico com "corpaço" de causar inveja, Luiz Phelipe perdeu 50 quilos

Por Raul Delvizio | 27/11/2020 06:19
Grupo de amigos "gostosões" mostram naturalmente o corpo sarado (Foto: Arquivo Pessoal)
Grupo de amigos "gostosões" mostram naturalmente o corpo sarado (Foto: Arquivo Pessoal)

Quem aqui não que se incomoda com as gordurinhas a mais e gostaria de ter um corpo saradão, mais definido? Um grupo de amigos de Maracaju, distante 160 km da Capital, tem isso de sobra. Eles são praticantes da calistenia, que utiliza o peso e a resistência do próprio corpo como forma de se exercitarem. E os resultados podem ser mais rápidos do que se imagina.

"Varia de 1 semana a 30 dias. Depende muito objetivo do aluno. Ele pode querer praticar apenas para sair do sedentarismo, e para isso de 2 a 3 vezes na semana já é o suficiente. Quem já tem um corpo legal e gostaria só de dar aquela tonificada, o ideal é treinar 5 vezes na semana, juntamente com boa alimentação", garante Murilo Almeida, o treinador de 25 anos por trás do Centro de Treinamento Calisthenics – que já soma mais de 35 mil seguidores no seu perfil do Instagram.

Murilo é o treinador por trás do CT Calisthenics (Foto: Arquivo Pessoal)
Murilo é o treinador por trás do CT Calisthenics (Foto: Arquivo Pessoal)
Os irmãos Edmar e Frederico, Leonardo e Alex são os "brothers" e clientela assídua do CT de Murilo (Foto: Arquivo Pessoal)
Os irmãos Edmar e Frederico, Leonardo e Alex são os "brothers" e clientela assídua do CT de Murilo (Foto: Arquivo Pessoal)

O jovem explica que qualquer pessoa de qualquer idade pode praticar a calistenia – desde que tenha liberação médica. Com movimentos de flexão, prancha e agachamento, por exemplo, os exercícios são adaptados a cada um, dependendo do nível de aptidão física.

Amigo de Murilo, Luiz Phelipe da Silva Sanches pesava 125 quilos antes de entrar na modalidade. Sendo uma de suas "cobaias", recebia dicas de alimentação e dos exercícios por vídeo, e fazia tudo em sua casa em Caarapó. Hoje, com 50 quilos a menos, encontrou na calistenia o "conforto" que sempre desejou.

"O nosso corpo é a nossa casa, né? Não temos nada para além da nossa pele, nada mais justo do que deixar tudo em ordem. Eu não acho que ser gordo seja algo ruim, mas hoje eu me sinto muito mais confiante, sinto que posso tudo, quase como um empoderamento pessoal mesmo. Em outras palavras: perder peso foi uma libertação", confirma.

Luiz já chegou a pesar 125 quilos antes de entrar para a modalidade (Foto: Arquivo Pessoal)
Luiz já chegou a pesar 125 quilos antes de entrar para a modalidade (Foto: Arquivo Pessoal)
Aqui outro participante, com três meses de treino e 16 kg a menos (Foto: Arquivo Pessoal)
Aqui outro participante, com três meses de treino e 16 kg a menos (Foto: Arquivo Pessoal)

Sendo assim, Luiz decidiu assumir sua homossexualidade junto do "mesmo pacote". Agora, não é apenas mais feliz e em dia com sua saúde, mas recebe elogios das pessoas que não costumava ouvir.

"Eu nunca era chamado de 'bonito' antes do processo de emagrecimento pelo qual eu passei. É quase como se eu tivesse conquistado uma dupla beleza, a interior e a exterior. Eu sei que é contraditório dizer isso pois eu não quero reforçar o pensamento de que 'ser gordo é ruim', mas por outro lado não posso negar que perder peso me trouxe mais benefícios do que o contrário", opina.

Nos treinos, Murilo confirma que é mais comum as pessoas o procurarem pelo resultado rápido que a calistenia proporciona, visando a tonificação corporal, "secar" as gordurinhas.

"É verdade que algumas pessoas elogiam bastante o nosso resultado, porém nada fora do normal. Ser 'gostosão', como se considera, não é nada de mais", desconversa. "O importante é querer o melhor pra si, e todos que conquistaram seus objetivos pela calistenia acabam tendo o ganho de estarem em forma", reflete.

Confira logo abaixo alguns antes/depois.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Victor Kenzzi, com 120 dias de treino (Foto: Arquivo Pessoal)
Victor Kenzzi, com 120 dias de treino (Foto: Arquivo Pessoal)
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
120 dias de treino de Wesley Santana (Foto: Arquivo Pessoal)
Rafael Martins, com 8 meses de treino (Foto: Arquivo Pessoal)
Rafael Martins, com 8 meses de treino (Foto: Arquivo Pessoal)
Leandro Müller, com 7 meses treino (Foto: Arquivo Pessoal)
Leandro Müller, com 7 meses treino (Foto: Arquivo Pessoal)
Edmar Galindo com 9 meses de treino (Foto: Arquivo Pessoal)
Edmar Galindo com 9 meses de treino (Foto: Arquivo Pessoal)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário