ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 21º

Comportamento

Tédio fez Isabelle renovar closet costurando as próprias roupas

Mesmo não sendo estilista, Isabelle aproveitou a pandemia para treinar costura e lançar sua primeira coleção

Por Raul Delvizio | 07/04/2021 06:18
Isabelle é a estilista mirim que aproveitou o tédio da pandemia para lançar coleção (Foto: Arquivo Pessoal)
Isabelle é a estilista mirim que aproveitou o tédio da pandemia para lançar coleção (Foto: Arquivo Pessoal)

Na pandemia de covid-19, o sentimento de tédio de ficar preso em casa foi transformado com linha e agulha nas mãos de Isabelle Kazue Shuto. Aproveitando a paradeira total, sem aulas, encontro com amigos ou até mesmo saidinhas frequentes, a estudante de 18 anos montou sua primeira coleção de moda em 17 looks autorais. Não só inovou o guarda-roupa sem sair de casa, mas quase não gastou nada para isso.

"Muito do que eu imaginava que poderia gastar acabou que alguns tecidos foram dados de presente. Nesse meio tempo, aperfeiçoei bastante minha técnica de costura. O que eu errei, só eu sei, então tá tudo bem e na próxima eu conserto. O melhor de tudo é que ficou tudo pra mim, afinal fui em quem fiz mesma", brinca a jovem.

Vestido estampado feito por Isabelle; ela foi a criadora, modelo e até "fotógrafa" (Foto: Arquivo Pessoal)
Vestido estampado feito por Isabelle; ela foi a criadora, modelo e até "fotógrafa" (Foto: Arquivo Pessoal)
Inspirações para os looks vieram da internet e também de ideias autorais (Foto: Arquivo Pessoal)
Inspirações para os looks vieram da internet e também de ideias autorais (Foto: Arquivo Pessoal)
Foram 17 looks criados exclusivamente por Isabelle, inovando o guarda-roupa (Foto: Arquivo Pessoal)
Foram 17 looks criados exclusivamente por Isabelle, inovando o guarda-roupa (Foto: Arquivo Pessoal)

Não é a primeira vez que Isabelle apronta uma peripécia dessas. Aos 16 anos, costurou o próprio vestido para ir a um casamento, sendo que na época ela nunca havia feito curso de corte e costura e usou apenas o seu talento na produção da vestimenta.

De lá pra cá, não somente se formou técnica em informática no IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), mas acabou por fazer aulas particulares de costura. "Isso foi do finalzinho de 2019 até meados do ano passado. Comecei a pegar o jeito nas peças mais trabalhadas, nos acabamentos detalhados e versões de roupas que para mim se tratavam de desafios", explica.

Nisso, Isabelle já havia pensado em aproveitar as fabricações para servirem de portfólio. Porém, precisava registrar a coleção em um lookbook que fosse a sua cara. "Então por que não agora?", pensou no início deste ano. Ela se encontrava com uma boa produção elaborada, tempo disponível e na vontade de fazer acontecer.

"Aproveitei que meus pais viajaram e a casa ficou sozinha para mim. Não porque me sentiria mais à vontade, mas é que aqui é pequeno, então poderia explorar diferentes cenários para as fotos sem atrapalhar ninguém", conta.

Sessão do lookbook foi improvisada em casa, quando tinha a casa só para ela (Foto: Arquivo Pessoal)
Sessão do lookbook foi improvisada em casa, quando tinha a casa só para ela (Foto: Arquivo Pessoal)

Nas redes sociais, pesquisou poses e conferiu algumas de suas marcas favoritas para ver como a peça era exposta no corpo da modelo. Inclusive, ela mesma foi sua própria manequim.

"Coloquei o celular no modo timer e me inspirei. Assim fui fazendo. Cliquei tudo em questão de três dias, foi a maior diversão. Estava muito entediada e esse projeto meio que me deu um gás", afirma sobre a coleção "20/21 by bl" (de "Belle", seu apelido).

Diferente do vestido de casamento de outrora, desta vez ela nem desenhou muito no papel. "Já tinha muitas das peças na cabeça, então apenas contava com inspirações na internet. Levava imagens encontradas para as lojas de tecido e lá o vendedor dava um auxílio para escolha dos melhores", diz.

Isabelle veste o que seria um kimono do irmão, mas acabou virando vestido (Foto: Arquivo Pessoal)
Isabelle veste o que seria um kimono do irmão, mas acabou virando vestido (Foto: Arquivo Pessoal)

Já os estampados, praticamente todos ela ganhou, tanto do irmão quanto da avó. Para dar uma "incrementada", algumas das peças do lookbook ou veio da mãe ou foram compradas por Isabelle. Uma única, porém, foi refeita pela própria estilista mirim.

Por causa da coleção e com a ajuda dos amigos na hora da divulgação, a jovem acabou ganhando novos seguidores nas suas redes sociais e até encomendas de roupas. Entretanto, garante que não está preparada para fazer pedidos: "ainda não. Decidi que só quando estiver mais madura, com 100% de confiança na minha técnica, é que vou me lançar no mercado da moda".

Veja todos os looks de Isabella pelo seu perfil no Pinterest.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário