A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Setembro de 2019

07/09/2019 08:21

De R$ 15 a R$ 2 mil, Feira do Vinil reúne colecionadores neste sábado

Cerca de três mil discos vão estar à mostra para venda e os participantes receberão orientações de como preservar os vinis

Alana Portela
Discos da banda The Rolling Stones e outros  (Foto: Arquivo pessoal)Discos da banda The Rolling Stones e outros (Foto: Arquivo pessoal)

Com discos raros e atuais, colecionadores se reúnem em mais uma Feira do Vinil, neste sábado (7), em Campo Grande. O evento ocorre das 14h às 18h, na cervejaria Eder Beer localizado na Avenida Mato Grosso. Na lista à venda, alguma raridades, por até R$ 2 mil.

“Tenho discos raros, como o ‘Nina Maika’ do Edson Natale, que é um músico mineiro. Esse foi gravado nos anos 90, custa R$ 2 mil. Vou expô-lo para que conheçam e saibam o valor de um vinil”, conta Carlos Goes, de 57 anos. Proprietário da loja "Arco da Velha" , também é um dos expositores com mais estoque guardado. “Levarei também discos de Chico Buarque, Caetano Veloso, Elis Regina, Pink Floyd, Guns N' Roses”, completa. A média dos seus produtos estão entre R$20,00 e R$30,00.

Ele coleciona discos desde os 15 anos. “É meu prazer. Trabalhei como bancário por 20 anos, e nessa época comprava muito vinil, foi aí que montei minha loja. Cheguei a ter cerca de seis mil vinis. Quem descobre isso, não abre mão. Existe um ritual de tirar o disco da capa, ler o que está escrito, colocar no aparelho, depois virar para o outro lado e ouvir”.

Além da exposição, haverá troca de discos entre os participantes. Para os curiosos que gostam de conferir as novidades, mas não têm experiência no assunto, os colecionadores darão dicas. “Orientação de como fazer seu acervo, os detalhes dos discos, se estão riscados ou não. Tem que prestar atenção para ver se a capa não está rasgada ou escrita porque desvaloriza o produto. O cuidado com o armazenamento, precisam ficar em pé, numa caixa para conservação”, explica Carlos.

Carlos Goes levará os discos da sua coleção (Foto: Arquivo pessoal)Carlos Goes levará os discos da sua coleção (Foto: Arquivo pessoal)

O organizador do evento, Pedro Espíndola, comenta sobre o encontro. “Fazemos uma confraternização. Teremos disponíveis algumas raridades como The Beatles, The Rolling Stones. Vai ter também Raul Seixas, Gilberto Gil”.

Marcos de Oliveira, da loja Tráfego Vinílico, vem de Três Lagoas para participar do evento. Ele trará cerca de seis caixas que estão na sua coleção. “É uma média de 1.500 discos. Entre os mais raros está a gravação da dupla brasileira ‘Luli e Lucina’”.

Os valores variam de R$15,00 a R$400,00. “A maioria está na faixa de R$20,00 e R$30,00. Vão ter alguns importados de rock, que a qualidade do som é superior e a capa mais reforçada, por R$70,00. O disco ‘Blonde On Blond’ dos anos 70, que foi considerado um dos melhores de Bob Dylan também vai estar a mostra”.

Ele também dará dicas de como preservar a qualidade do disco. “Como lavar, tirar a poeira, porque é ruim, onde comprar um aparelho bom para ouvir os vinis. O evento é para as pessoas conhecerem o mundo do vinil e da música. Estamos sempre aprendendo”, destaca.

Também vão expor na feira as lojas; Baratos do Pântano e Plínio Antiguidades. Além das exposições, os djs; Chico e Samambaia vão animar a programação.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

Marcos de Oliveira, da loja Tráfego Vinílico, com caixas cheias de discos (Foto: Arquivo pessoal)Marcos de Oliveira, da loja Tráfego Vinílico, com caixas cheias de discos (Foto: Arquivo pessoal)
Os participantes vão conferir as novidades (Foto: Arquivo pessoal)Os participantes vão conferir as novidades (Foto: Arquivo pessoal)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.