ACOMPANHE-NOS    
FEVEREIRO, SÁBADO  27    CAMPO GRANDE 23º

Consumo

Louco para transformar a casa, Andrew se jogou no macramê

Andrew fez do sonho de decorar a casa um negócio, e hoje produz cortinas, paineis decorativos, suporte para plantas e chaveiros

Por Thailla Torres | 09/12/2020 07:40
Em tons coloridos, Andrew passou a fazer macramê para venda (Foto: Arquivo Pessoal)
Em tons coloridos, Andrew passou a fazer macramê para venda (Foto: Arquivo Pessoal)

Andrew Soares Brites, 26 anos, que trabalha em uma empresa de telefonia se mudou de Aquidauana para Campo Grande ano passado. E na casa nova, portas e janelas principais são inteiras de vidro, e o excesso de luz era o que mais o incomodava. Desde então ele passou a pensar numa cortina que resolvesse o problema, mas sem deixar de lado o estilo e a personalidade do dono. Foi quando ele, mesmo sem nenhuma experiência com o artesanato, se jogou no universo do macramê.

“Eu queria colocar uma cortina na porta, mas não queria que fosse qualquer cortina, queria uma que trouxesse um ar mais natural e orgânico e que ainda deixasse um pouco de luz passar. Foi quando fazendo umas pesquisas eu conheci o macramê”, conta.

Tudo começou quando ele quis uma cortina para as portas e janelas (Foto: Arquivo Pessoal)
Tudo começou quando ele quis uma cortina para as portas e janelas (Foto: Arquivo Pessoal)
Ele produz em diferentes tamanhos e cores (Foto: Arquivo Pessoal)
Ele produz em diferentes tamanhos e cores (Foto: Arquivo Pessoal)

Depois de vasculhar a internet em busca de referências e modelos de painéis e cortinas, ele decidiu decorar a casa sozinho e fazer o próprio artesanato. “Fiz várias pesquisas, vídeo aulas e até workshops online para iniciar a saga. Providenciei os materiais e, em cerca de 3 semanas, eu consegui terminar meu primeiro trabalho".

Depois disso, ele passou a presentear alguns amigos com chaveiros e painéis decorativos pequenos. “Mas, no início de 2020, depois de fazer o meu primeiro painel grande para decoração, recebi minha primeira encomenda. Logo vieram outras e tive a ideia de começar a ‘Abrites Macramé’, e deu certo".

O diferencial, segundo Andrew, é que por mais que faça cinco vezes o mesmo modelo, os artesanatos ganham toque de exclusividade. “Sempre ficam diferentes e isso vai até na etiqueta. Isso torna o macramê ainda mais empolgante”.

Com diversas combinações de cores e pontos, a ideia, segundo ele é tornar os ambientes mais aconchegantes com a técnica que ganhou os lares e os perfis de decoração nos últimos anos.

Andrew trabalha com vários modelos de painéis decorativos, suporte de plantas, chaveiros, e as peças   variam de R$ 60,00 a R$ 380,00, dependendo do tamanho e dos detalhes.

Quem quiser conhecer um pouco do trabalho de Andrew pode seguir ele no Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Modelo mais detalhadado (Foto: Arquivo Pessoal)
Modelo mais detalhadado (Foto: Arquivo Pessoal)
Suporte para plantas (Foto: Arquivo Pessoal)
Suporte para plantas (Foto: Arquivo Pessoal)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário