A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

30/09/2019 07:42

Crianças criam “bugrinhos” e descobrem Conceição em oficina de cerâmica

Durante aula, elas descobriram quem foi Conceição dos Bugres, artesã que ajudou a construir a nossa identidade sul-mato-grossense

Alana Portela
Em oficina, participantes são desafiados a modelarem o Bugrinho (Foto: Henrique Kawaminami)Em oficina, participantes são desafiados a modelarem o "Bugrinho" (Foto: Henrique Kawaminami)

Ester, de 6 anos, Nathalia com 4 e Isadora de 9 tiveram um fim de semana diferente com a Oficina de Modelagem, que ocorreu no sábado (28), no Sesc Cultura, em Campo Grande. Pela primeira vez, elas criaram com argila e já começaram em grande estilo, foram desafiadas a modelar como Conceição dos Bugres, artesã que ajudou a construir a identidade cultural sul-mato-grossense.

“Meu bugrinho vai ficar igual”, disse Ester, antes de botar a mão na massa. “Estou no primeiro ano da escola. Aprendi a mexer com massinha, sei fazer tartaruga e vou conseguir fazer em argila”, completou.

A menina estava acompanhada da mãe, Valesca Muzi que a ajudou no processo de criação. “Ela precisa saber da questão artística do Estado, saber quem foi Conceição dos Bugres e como eram feitos os bugrinhos. A brincadeira está ligada à questão mental e à inteligência emocional”, avaliou Valesca. A mãe é pedagoga e “carne e unha” com a filha. “Estamos sempre juntas”.

Valesca Muzi comentou sobre a importância da cultura na infância (Foto: Henrique Kawaminami)Valesca Muzi comentou sobre a importância da cultura na infância (Foto: Henrique Kawaminami)
Kaio Ratier ministrou o curso e falou sobre o valor do Bugrinho (Foto: Henrique Kawaminami)Kaio Ratier ministrou o curso e falou sobre o valor do "Bugrinho" (Foto: Henrique Kawaminami)

“Fizemos um acordo em casa de ficar sem televisão e brincar. Lembro que lia livros do Augusto Cury [psicanalista] pra ela”, comentou. Sentada ao lado da mãe, Ester começou a modelar. Colocou a mão na massa, e iniciou fazendo a cabeça quadrada da escultura.

A figura é icônica. Feita originalmente em madeira é uma representação indígena criada por Conceição dos Bugres, de cabelos pretos e rosto finalizado com cera de abelha. “Ela desenvolveu esse trabalho até o fim da vida”, lembrou o professor de artes, Kaio Ratier, responsável pela oficina. “Queremos levar o conhecimento sobre a importância dessa artista para a cultura local”, justificou.

A funcionária pública Eliana Claure levou as netas Isadora e Nathalia para a oficina. “Para elas descobrirem a arte desde pequenas e não ficarem em casa, só com os celulares. Tem que incentivar desde agora. Elas já trabalharam com pintura, massinha desde o começo do ano sempre participam das atividades”, relatou. Ao lado do marido, ela ajudou as meninas a modelarem.

A netinha mais velha gostou de sair de casa para descobrir coisas novas. “Nunca tinha ouvido falar do bugrinho, descobri que foi a Conceição quem criou. Vou levar o meu pra casa”, afirmou Isadora.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

 

As aulinhas estavam concentradas na aula (Foto: Henrique Kawaminami)As aulinhas estavam concentradas na aula (Foto: Henrique Kawaminami)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.