ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  11    CAMPO GRANDE 31º

Diversão

Para promover filme, até os baratões de Corumbá entram na jogada

Comparação da Netflix rendeu piada sobre baratas gigantes da Cidade Branca – e somos obrigados a concordar

Por Raul Delvizio | 20/04/2021 09:49
Para promover filme, Netflix comparou "montros" aos baratões de Corumbá (Foto: Reprodução/Facebook)
Para promover filme, Netflix comparou "montros" aos baratões de Corumbá (Foto: Reprodução/Facebook)

O melhor da internet… é o brasileiro. O perfil nacional da maior plataforma de filmes e séries via streaming do mundo – a Netflix – não cansa de fazer brincadeiras e gozações para seus usuários nas redes sociais. Desta vez, ao promover o lançamento de um longa-metragem no Facebook, a provedora global fez um comparativo e acabou dando uma zoada justamente com os "temidos" baratões de Corumbá. E o pior: não podemos discordar.

A "peça" rendeu a seguinte legenda: "no mundo real, os monstros são os baratões de Corumbá". A referência serviu para fazer a divulgação do filme de comédia romântica e ação pós-apocalíptica "Amor e Monstros" (2020), que acaba de estrear na plataforma.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Com a postagem, até quem já morou na Cidade Branca fez questão de se manifestar na rede social. "Morei em Ladário por 7 anos e até hoje me surpreendo de ter visto baratas do tamanho de um sabonete Dove!", brincou com uma usuária.

Já uma corumbaense comentou no mesmo post: "nossos baratões são tão famosos… depois de anos assustando os turistas, alcançaram o devido reconhecimento que merecem #orgulho", disse aproveitando a zoeira.

Mas engana-se que a barata gigante seja exclusivamente corumbaense. "Quando morei em Belém, me deparei com esse baratão bombado dentro de casa. Quase tive um treco! Carioca que sou, estava acostuma até então com baratas cascudas de tamanho normal", escreveu outra usuária.

O filme conta a história do fofo e azarado Joel que abandona seu bunker aconchegante para reencontrar a ex, isso sete anos depois de sobreviver ao apocalipse dos monstros.

Disso tudo, resta uma pergunta: será que o "estagiário" que fez a brincadeira conhece um baratão corumbaense, ou melhor, será ele natural de Corumbá? Só pode ser...

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário