A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/12/2017 07:30

Kombi que custou só R$ 150 vira decoração em lanchonete com X-Bagunça de R$ 10

Lugar ganhou decoração retrô, mas continua com o estilo "podrão", o preferido dos clientes

Thailla Torres
Depois de se apaixonar pela Kombi, ele transformou o veículo em 25 dias.Depois de se apaixonar pela Kombi, ele transformou o veículo em 25 dias.

Criativo e diferente. Palavras que descrevem a ideia por trás da lanchonete no bairro Jardim Monumento, na região sul de Campo Grande. O dono, João Carlos Novaes, de 27 anos, conta que sempre foi apaixonado por objetos antigos, entre eles, carros que para muitos se tornaram apenas velharias. Por isso achou inspiração em um carro velho que ganhou reforma para ser um balcão, mas acabou virando atrativo no estabelecimento.

"Tem gente que só passa aqui pra olhar", diz orgulhoso. João é mecânico e abriu a lanchonete há um ano com a esposa, depois de muita dificuldade financeira. "A gente estava na igreja, em um momento difícil e decidimos fazer pastel para vender. Mas acabei gostando tanto que sugeri pra minha mulher abrir um negócio na porta de casa".

O espaço não tem nada de sofisticado, mas o dono quis dar um toque diferente na decoração usando dos objetos antigos que ele tanto gosta, por isso acabou buscando referência na internet. "Eu vi que nos Estados Unidos muita gente faz decoração com carro e pensei: Porque não fazer com uma Kombi?".

Kombi quando foi achada por João. Kombi quando foi achada por João.
Depois de ser restaurada e virar balcão.Depois de ser restaurada e virar balcão.

João rodou até encontrar uma Kombi detonada em um ferro-velho da cidade, mas não imaginava que a oferta seria tão vantajosa. "Eu imaginei que pagar pelo menos R$ 1 mil a R$ 1,5 mil por aí. Mas achei essa Kombi praticamente jogada, fiz a proposta e o cara disse que venderia por R$ 150,00. Na hora aceitei".

Apesar da vantagem financeira, o dono jura ter se apaixonado pelo carro. "Foram praticamente 25 dias sem dormir, da hora que eu comprei até vê-la pronta na varanda de casa".

Sem dinheiro para custear a reforma que ficou em torno de R$ 3,8 mil, João conseguiu apoio dos amigos. "10 amigos me deram R$ 200,00 cada e em troca, passei a fazer propagando do estabelecimento deles na minha conta".

Com ajuda, a Kombi velha foi restaurada com direito a pintura e pneus novos. "Ficou do jeito que eu imaginei. E sou tão apaixonado por ela, que quase tive um divórcio, porque minha mulher fala que vou trazer a cama para dormir ao lado da Kombi", ri.

João é mecânico e passa o dia todo trabalhando fora de casa. Fim do dia, ele encara um segundo turno, afim de agradar a clientela do bairro que não abre mão dos lanches tradicionais. 

Isso porque apesar da moda gourmet com recheios diferentes e molho agridoce em quase todas as lanchonetes da cidade, João quis manter o orgulho de ter o lanche "podrão" como carro-chefe da casa. "Sabe por que? Ninguém vai em hamburgueria gourmet todo dia, só às vezes, e no restante dos dias todo mundo come esse lanchão mesmo, feito na chapa, com hambúrguer sequinho, grande e bom pra matar a fome".

Tanto que o X-Bagunça custa só R$ 10,00 com dois hambúrgueres, presunto, salsicha, ovo, queijo, alface, tomate e molho. No local também tem espeto por R$ 4,50, porções de R$ 15,00 a  R$ 20,00, pastéis de R$ 3,00 e R$ 4,00, além de sobá, pizza e açaí na barca.

O local chama "Visão Espetos" e fica na Rua Filomena Segundo Nascimento, 464, Jardim Monumento. O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 18h30 às 23h.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

 

Bagunça custa só R$ 10,00 para não perder a fama de podrão mais saboroso.Bagunça custa só R$ 10,00 para não perder a fama de "podrão mais saboroso".


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.