ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 19º

Mato Grosso do Sul

MS e SP traçam estratégias para retomada da ferrovia Malha Oeste

Lei deve ser votada na Assembleia paulista e plano sul-mato-grossense de ferrovia é elaborado

Por Giovanna Dauzacker | 10/03/2022 09:19
Malha Oeste liga Mato Grosso do Sul até São Paulo. (Foto: Ilustração)
Malha Oeste liga Mato Grosso do Sul até São Paulo. (Foto: Ilustração)

Mato Grosso do Sul e São Paulo estão tomando estratégias conjuntas para reativar a Malha Oeste, que liga Corumbá e Mairinque (SP), por mais de 1.900 quilômetros de ferrovia. A ideia é que o trecho, paralisado desde 2015, seja retomado para a redução no volume de cargas nas rodovias dos dois estados.

Durante o encontro virtual, realizado na última quarta-feira (9), foi apresentado o Plano Ferroviário de São Paulo, que está em andamento no estado vizinho. Segundo o projeto, há 2.390 quilômetros de ferrovias ativas no território paulista e 2.530 quilômetros em alta ociosidade.

“O governo do estado vizinho propôs uma ação conjunta para trabalhar através de nossas leis estaduais. A lei de São Paulo já está na Assembleia para ser votada, enquanto o Governo de MS por meio da Comitê de Ferrovias também está finalizando a elaboração do plano estadual de ferrovia”, explicou o secretário da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck.

Malha Oeste – A rota que liga Mato Grosso do Sul e São Paulo voltou a movimentar minério na região de Corumbá. Porém, o transporte efetivo de cargas foi paralisado em 2015. A relicitação da Malha deve ser lançada até outubro, após a finalização dos estudos de viabilidade técnica e econômica do consórcio “Nos Trilhos de Novo”.

A Malha já passou por diferentes empresas, depois de um processo de privatização que não resultou na recuperação. Até julho de 2020, era gerida pela Rumo, mas agora, será relicitada.

Nos siga no Google Notícias