A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

03/12/2018 15:42

Chuvoso, novembro teve o menor número de queimadas em 10 anos

O mês passado fechou com 56 ocorrências e ficou 85% abaixo da média histórica

Guilherme Henri
Imagem aérea do Rio da Prata após a última chuva na região em novembro deste ano (Foto: Divulgação/ Arquivo)Imagem aérea do Rio da Prata após a última chuva na região em novembro deste ano (Foto: Divulgação/ Arquivo)

O mês de novembro deste ano foi o que registrou menos queimadas florestais em uma década em Mato Grosso do Sul, informou o Programa Queimadas, do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). O mês passado fechou com 56 ocorrências. Antes, o novembro em que foram registrados menos casos foi em 2017 com 136 queimadas.

Pela média histórica, desde 1998, o comum para o mês é de 385 ocorrências, o que mostra que 2018 ficou 85% abaixo da média. Já com relação ao novembro em que mais foram registrados queimadas está 2002 com 5.380 casos.

Além disso, outubro deste ano também atingiu o mesmo recorde de novembro. O mês do aniversário do Estado teve o menor número de queimadas florestais em 10 anos, fechando com 124 ocorrências.

As reduções estão atreladas as constantes chuvas no Estado. O balanço do quanto choveu em novembro ainda não foi divulgado. Porém, Em pelos menos três municípios das regiões norte e nordeste de Mato Grosso do Sul choveu mais do que era esperado para todo o mês de novembro, informou o meteorologista da Uniderp Natalio Abhrão.

Até o dia 22 de novembro, em Cassilândia choveu 336 milímetros. O esperado para o mês inteiro era de 178mm.

Em seguida, está Costa Rica onde choveu 157,8 milímetros. Porém, o esperado pela meteorologia era 189,8mm. Ainda figura na lista Chapadão do Sul. No município choveu 251,1 milímetros, mas o esperado era de 207mm.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions