A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

23/01/2018 09:54

Com chuva constante, captura de animais na área urbana vira rotina

Ricardo Campos Jr.
Bombeiro retira cobra que se escondeu dentro de ar condicionado na última quarta-feira em Corumbá (Foto: divulgação)Bombeiro retira cobra que se escondeu dentro de ar condicionado na última quarta-feira em Corumbá (Foto: divulgação)

A chuva constante em Corumbá tem feito animais silvestres irem para a zona urbana em busca de abrigo e alimento. A captura desses bichos tem feito parte da rotina do Corpo de Bombeiros, que desde o dia 1º de janeiro recolheu 25 exemplares nas ruas do município localizado a 419 quilômetros da Capital, praticamente um por dia.

Nesse mesmo período do ano passado a corporação havia atendido 15 ocorrências desse tipo, ou seja, houve crescimento de 66%.

Em um dos casos mais recentes, uma cobra-cipó entrou dentro do ar condicionado de uma casa na Rua Ciríaco Toledo, no bairro Aeroporto. Foi preciso tirar o aparelho da parede para conseguir capturá-la.

No dia 9 de janeiro uma família encontrou uma outra serpente em cima do fogão também no bairro Aeroporto, porém na Rua Monte Castelo. Vídeo feito pelos bombeiros (veja abaixo) mostra a agressividade dela no momento da captura.

Se por um lado a população precisa ter cuidado ao se deparar com animais silvestres no meio da rua ou em casa, por outro é preciso entender também que eles estão fugindo das intempéries, muitas vezes assustados em meio à “selva de pedra”.

A corporação está fazendo um trabalho de orientação junto aos corumbaenses, pois era comum que as pessoas se juntassem para apedrejar e até matar os bichos por medo.

Os militares da região do Pantanal passaram por um treinamento e qualificação ministrados por uma ONG (Organização Não Governamental) em Jundiaí, no interior paulista, para atender esses casos mantendo sempre a integridade física dos animais.

Essa capacitação fez do quartel da Cidade Branca referência nesse tipo de serviço, tanto que são os agentes de lá que ministram esse tipo de formação aos colegas de outros municípios.

O problema que tem feito aumentar os casos neste ano é a chuva. Ela encharca o solo e deixa os animais vulneráveis. Eles então, por instinto, procuram lugares mais altos onde tenha oferta de alimento para sobreviverem.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions