ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 24º

Meio Ambiente

Equipe avalia se onça resgatada no Pantanal voltará à natureza

Onça-pintada passou quase dois meses no Cras sendo examinada e poderá ser solta amanhã no Pantanal

Por Ana Paula Chuva | 20/01/2021 13:27
Onça-pintada acordada no dia seguinte ao resgate. (Foto: Divulgação | Imasul)
Onça-pintada acordada no dia seguinte ao resgate. (Foto: Divulgação | Imasul)

A onça-pintada macho que foi resgatada no Pantanal no início do mês de novembro de 2020, está perto de voltar para casa. O animal foi resgatado em “estado crítico” na Serra do Amolar junto com outra onça que morreu horas depois no Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) na Capital.

Quase dois meses depois do resgates a onça passará por novos exames nesta quarta-feira (20) e a equipe do Cras avaliará se a soltura deve ser feita já nesta nesta quinta-feira (21).

Durante todo o período em que esteve no centro de reabilitação a onça foi avaliada e acompanhada por equipe médica e ainda em novembro o veterinário do Imasul (Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), Lucas Cazati, declarou que a soltura no Pantanal seria feita só neste ano.

A onça recebeu tratamento para queimaduras com aplicações de ozônio, que tem propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes, realizado em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Um exame de Raio-X também detectou um projétil no tórax da onça, constatando que ela foi baleada há alguns meses e como a pele já estava cicatrizado o metal foi removido por cirurgia.

 A outra onça também foi resgatada no Pantanal e encaminhada ao Cras, e não resistiu aos ferimentos e alta quantidade de fumaça inalada, também apresentava ferimento de tiro, sendo que a bala ainda estava na região do tórax com estilhaços que atingiram o pulmão.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário