ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SÁBADO  17    CAMPO GRANDE 19º

Meio Ambiente

Família de patos "visita" hotel e surpreende funcionários

Família com sete patos surpreende os funcionários do Hotel Vale Verde na manhã desta terça-feira (2)

Por Ana Paula Chuva | 02/03/2021 12:39
Família de patos na varanda do Hotel Vale Verde nesta manhã. (Foto: Henrique Kawaminami)
Família de patos na varanda do Hotel Vale Verde nesta manhã. (Foto: Henrique Kawaminami)

Uma família de patos surpreendam os funcionários do hotel Vale Verde, localizado no Bairro Amambaí em Campo Grande, na manhã desta terça-feira (2), quando apareceram para o café da manhã. Ao todo sete patos, sendo cinco filhotes, estão no local e ninguém sabe de onde possam ter vindo.

De acordo com a gerente comercial, Vanessa Barbosa, as aves apareceram logo cedo e, até para quem já está acostumado com visitas inusitadas, ficou surpreso. Mas também preocupado pelo risco que a família dos patos pode estar correndo.

“Eles apareceram hoje. Acreditamos que tenham feito um ninho ali perto da área verde do hotel. Sempre aparece algum pássaro ali, arara, tucano, mas pato é a primeira vez.”, declarou Vanessa.

A área verde dentro do hotel é grande, e para Vanessa isso que tem atraído os animais para o local, que inclusive já recebeu visita de capitava. Mas no caso dos patos, ela realmente está preocupada que possam acabar machucados por outros animais.

“Estamos tentando contato com a polícia militar ambiental. Até falamos com os Bombeiros, mas disseram que tem que ser a ambiental. Nossa preocupação é algum gato da vizinhança comer os filhotes.”, finalizou.

Funcionários ficaram surpresos com a visita dos patinhos. (Foto: Henrique Kawaminami)
Funcionários ficaram surpresos com a visita dos patinhos. (Foto: Henrique Kawaminami)

Ao Campo Grande News, o tenente-coronel, Edmilson Queiroz, informou que a equipe irá ao local, mas que o ideal seria manter os patos no local, caso não haja risco, para esperar o período de voo.

“A equipe está atendendo uma denúncia, mas vamos mandar lá. O ideal era deixar que os patinhos cheguem no período de voo, caso não haja risco e estejam incomodando muito, porque os adultos vão voar e os filhotes vão ficar com risco de morte”, explicou Queiroz.

Área verde do hotel onde é comum a "visita" de aves e capivaras. (Foto: Henrique Kawaminami)
Área verde do hotel onde é comum a "visita" de aves e capivaras. (Foto: Henrique Kawaminami)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário