ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 21º

Meio Ambiente

Fazendeiro diz que queda de poste causou incêndio em 821 hectares de vegetação

Proprietário rural foi multado em R$ 246,6 mil e vai responder pelo crime ambiental

Por Jhefferson Gamarra | 22/07/2021 12:44
Parte da área devastada pela queimada (Foto: Divulgação/PMA)
Parte da área devastada pela queimada (Foto: Divulgação/PMA)

Fazendeiro de 51 anos, foi multado pela PMA (Polícia Militar Ambiental) em R$ 246,6 mil por incêndio em vegetação nativa na propriedade rural na região da estrada Carandazal, a 150 km do perímetro urbano de Corumbá, cidade distante 429 km de Campo Grande. Ele alegou que o fogo foi causado após a queda de um poste de energia.

A autuação foi realizada durante trabalhos preventivos da operação Prolepse de prevenção aos incêndios. Durante vistoria a equipe policial constatou que o fogo havia atingido seis fazendas. Policias chegaram até uma fazenda de onde teria sido a origem  e o capataz da propriedade, relatou à equipe, que durante a limpeza da vegetação teria acontecido um incidente.

 O proprietário da fazenda entrou em contato com a PMA em Corumbá e informou que durante a limpeza das pastagens, acidentalmente o operador de máquinas teria derrubado uma árvore sobre o fio de sustentação do poste de energia, ocasionando uma explosão que deu origem ao fogo que se alastrou para fazendas vizinhas.

A perícia constatou que foram queimadas 821,57 hectares de vegetação nativa pantaneira incendiada. O proprietário autuado administrativamente e foi multado em R$ 246 mil. Se for constatado que o incêndio foi doloso, a pena é de dois a quatro anos de reclusão. Caso seja culposo, como relatou o autuado, a pena é de seis meses a um ano de detenção.

Poste de energia elétrica que teria causado o incêndio em seis fazendas (Foto: Divulgação/PMA)
Poste de energia elétrica que teria causado o incêndio em seis fazendas (Foto: Divulgação/PMA)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário