A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

14/08/2018 14:23

Meteorologia coloca todo o Estado sob alerta de baixa umidade do ar

Situação é mais crítica no extremo norte e nordeste do Estado, onde percentuais podem baixar de 13% durante a tarde

Humberto Marques
Capital terá baixa nebulosidade e umidade do ar em índices inferiores a 20% nesta tarde. (Foto: Paulo Francis)Capital terá baixa nebulosidade e umidade do ar em índices inferiores a 20% nesta tarde. (Foto: Paulo Francis)

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) colocou todo o Mato Grosso do Sul sob alerta de baixa umidade do ar na tarde desta terça-feira (14). Nas regiões central, norte e oeste do Estado os índices ficarão abaixo de 20%. A situação é ainda mais grave no extremo norte e nordeste, onde os percentuais aguardados são inferiores a 13%.

O alerta vermelho (de grande perigo, com ocorrências climáticas de alta intensidade) por conta da baixa umidade foi decretado para os municípios de Alcinópolis, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Figueirão, Paraíso das Águas, Pedro Gomes e Sonora. Nessas circunstâncias, a umidade do ar

Na Capital e em uma faixa que atravessa o Estado de leste a oeste –abrangendo cidades como Anastácio, Aquidauana, Aparecida do Taboado, Bonito, Bodoquena, Brasilândia, Nova Alvorada do Sul, Paranaíba, Porto Murtinho e Três Lagoas– o alerta é laranja. Nestas circunstâncias há riscos de incêndios florestais e à saúde, com aumento do ressecamento da pele e desconforto nos olhos, boca e nariz.

Nas demais regiões do Estado aponta-se risco potencial decorrentes da baixa umidade (o alerta amarelo do Inmet).

A OMS (Organização Mundial de Saúde) considera adequados para a saúde humana índices de umidade do ar superiores a 60%. Abaixo deste percentual são recomendados cuidados diversos quanto a hidratação e para que se evitem atividades físicas e exposição ao sol.

Próximos dias – Entre quarta (15) e quinta-feira (16), o Inmet prevê a ocorrência de chuvas isoladas no oeste e centro-sul do Estado, graças ao avanço de uma frente fria que segue do Paraná para São Paulo e causará efeitos em Mato Grosso do Sul.

Na sexta (17), porém, as instabilidades vão cessar e a nebulosidade e a umidade voltam a diminuir, ao passo que as temperaturas aumentam durante a tarde. As condições climáticas continuam as mesmas no sábado (18), favorecendo a ocorrência de baixas temperaturas.

A baixa umidade tem atingido também Estados vizinhos. Brasília e Goiás registraram índices próximos a 5% no domingo (12) e inferiores a 10% na segunda-feira (13), o que levou a Defesa Civil a decretar emergência.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions