ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 18º

Meio Ambiente

Polícia aguarda laudo pericial para autuar fazendeiros por queimadas no Pantanal

Levantamento foi realizado em áreas incendiadas do bioma, onde animais mortos foram encontrados

Por Tainá Jara | 21/09/2020 17:44
Incêndio as margens da Transpantaneira (Foto: Marcos Maluf)
Incêndio as margens da Transpantaneira (Foto: Marcos Maluf)

Policiais e técnicos do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) aguarda conclusão de laudo pericial para autuar fazendeiros pelas queimadas no Pantanal. É necessária a comprovação de que alguns focos de calor registrados na região começaram nas fazendas vistoriadas. Mais de 20% da porção brasileira do bioma foi consumida pelo fogo desde janeiro deste ano.

Trabalho de campo, realizada por policiais militares ambientais, peritos da Polícia Civil e servidores da área ambiental, investiga não só a origem dos focos de calor, mas também os impactos do fogo na fauna nos pantanais da Nhecolândia, Nabileque e Jacadigo, em Corumbá, maior município da planície.

Segundo o 1º tenente Anderson Ortiz Dias, comandante da unidade da PMA em Dourados e coordenador da perícia, o laudo será apenas para fundamentar o que foi constatado in loco. O comandante acrescente que “o fogo não surgiu apenas por ação humana, a seca que castiga a região contribuiu muito”.

No monitoramento da fauna, os dados são alarmantes: muitos animais mortos pelos incêndios, a maioria jacarés e capivaras. Também foi encontrado um grande número de animais atingidos pelo fogo, com alguns morrendo também devido a intensidade da seca que castiga a região.

O Pantanal já teve 2,9 milhões de hectares consumidos pelo fogo desde o início de 2020. Do total de área queimada, entre 1º de janeiro e 13 de setembro, 1,742 milhão de hectares estão em Mato Grosso, enquanto outros 1,165 milhão estão em Mato Grosso do Sul. A quantidade de focos de incêndio registras é a maior desde 1996.

A pouca chuva registra no Estado desde o fim de semana contribuiu para reduzis os focos de incêndio. De acordo com o Inpe (Instituto Brasileiro de Pesquisas Espaciais), foram registrados 76 focos de incêndio entre ontem e hoje nos municípios de Corumbá e Aquidauana.

A Polícia Federal também deflagrou operação para investigar os focos de incêndio em 35 fazendas de Mato Grosso do Sul.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário