ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 23º

Meio Ambiente

Prefeitura abre licitação para serviço de inspeção veicular

Paula Vitorino | 19/11/2012 09:24
Inspeção veicular deve passar a ser feita no próximo semestre. (Foto: Arquivo)
Inspeção veicular deve passar a ser feita no próximo semestre. (Foto: Arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande abriu processo de licitação para definir a empresa que será responsável pelo serviço de inspeção veicular ambiental. O contrato será por 20 anos. O edital de concorrência foi publicado no Diário Oficial do Município de hoje.

De acordo com o edital, o valor a ser pago à Prefeitura pelas empresas será considerado critério para o julgamento da concorrência.

As empresas interessadas em participar da disputa devem obter o editar mediante o pagamento de R$ 150, na Secretaria Municipal de Administração - Central Municipal de Compras e Licitações, localizada na Avenida Afonso Pena 3.297 - Centro.

A documentação de habilitação e a proposta de preços deverão ser entregues no dia 19 de dezembro de 2012, às 8 horas, na sala de reuniões da Prefeitura.

A empresa vencedora deve ser anunciada ainda neste ano ou no início de 2013. A vencedora do processo será responsável pela inspeção ambiental de emissões de gases e de ruído emitidos por veículos em uso, registrados em Campo Grande.

O edital ainda prevê que a empresa seja responsável pelo projeto, implantação e operação dos Centros de Inspeções.

Valores - O preço a ser cobrado pela inspeção em cada veículo é de R$ 67 e foi estipulado por decreto publicado pela Prefeitura. Nos casos de nova inspeção veicular, em decorrência de reprovação ou rejeição dentro do prazo de 20 dias da primeira inspeção, o proprietário receberá desconto de 50% no valor.

O valor da taxa passa a ter validade a partir de 1º de janeiro de 2013, mas só começa a ser cobrado quando o serviço estiver funcionando, o que deve acontecer ainda no primeiro semestre do próximo ano.

Nos siga no Google Notícias