A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

08/12/2014 12:19

"Interessados é que devem cobrar", diz André sobre vaga do TCE

Leonardo Rocha
Puccinelli faz mistério de indicado e diz que interessados é que devem cobrar abertura de vaga (Foto: Marcos Ermínio)Puccinelli faz mistério de indicado e diz que interessados é que devem cobrar abertura de vaga (Foto: Marcos Ermínio)

O governador André Puccinelli (PMDB) voltou a fazer mistério hoje (08), durante a manhã, sobre quem será o indicado ao TCE (Tribunal de Contas Estadual), porém ressaltou que cabe aos possíveis interessados cobrarem agilidade na liberação da vaga por parte do Tribunal.

"No dia em que me enviarem sobre a vacância, então vocês saberão quem eu vou indicar, mas cabe ao interessado ou interessados cobrarem para que a vaga seja aberta", ressaltou o governador, durante a entrega da reforma do Complexo de Regulação, em Campo Grande.

Puccinelli ainda negou que pretenda convocar uma sessão extraordinária na Assembleia, para votar a apreciação deste nome, caso a vaga surja após o recesso parlamentar. "Não vou convocar", definiu.

Os deputados estaduais reclamaram da demora do Tribunal em liberar a vaga do presidente e conselheiro, José Ricardo Cabral, que no dia 25 de novembro entrou com o requerimento do pedido de aposentadoria. Ele já tem tempo de serviço suficiente, apesar de ter apenas 59 anos.

O favorito para ficar com a vaga é o deputado Antônio Carlos Arroyo (PR), que já foi citado pelo governador, como o indicado ao lugar de Cabral. Quem corre por fora é o atual secretário estadual de Obras, Edson Giroto, que nega as articulações, mas admite que não recusaria o convite.

Pressão - Na última quinta-feira (4), o presidente da Assembleia, o deputado Jerson Domingos (PMDB), reclamou publicamente da demora neste processo, questionando se isto se tratava de "descaso" ou "excesso de zelo", do Tribunal de Contas.

O deputado Londres Machado (PR), inclusive, foi pessoalmente conversar com o presidente do Tribunal, José Ricardo Cabral, para que ele agilizasse este processo.

De acordo com informações repassadas ao Campo Grande News, esta demora provocou a exoneração do diretor de Gestão de Pessoas do Tribunal de Contas do Estado, Nilton Leopoldino Rodrigues, em ato que foi publicado hoje (8), no Diário Oficial do órgão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions