A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

04/12/2014 12:56

Deputado estranha a demora para abertura de nova vaga no TCE

Leonardo Rocha
Jerson questiona demora para abertura de vaga no TCE, já que a aposentadoria foi pedida a quase dez dias (Foto: Marcelo Calazans)Jerson questiona demora para abertura de vaga no TCE, já que a aposentadoria foi pedida a quase dez dias (Foto: Marcelo Calazans)

O presidente da Assembleia, o deputado Jerson Domingos (PMDB), declarou nesta manhã (04), que estranha a demora por parte do TCE (Tribunal de Contas Estadual) em abrir a nova vaga de conselheiro, em função do pedido de aposentaria de José Ricardo Cabral. Para ele, o Tribunal precisa acelerar este processo.

"Estranho a não remessa por parte do Tribunal deste comunicado de vacância, por que toda esta burocracia? Para verificar se o conselheiro (José Ricardo Cabral) está apto para aposentadoria?", questionou ele.

Jerson ressaltou que este processo precisa ser acelerado, para que o governador André Puccinelli (PMDB) receba o comunicado, faça a indicação do nome e este seja apreciado pelos deputados até o dia 18 deste mês.

"O TCE tem que acelerar esta questão, é preciso ter velocidade, já que este pedido (aposentadoria) foi feito a quase dez dias, ainda estão analisando os documentos para saber se estão completos? Não sei se é descaso, ou tanto zelo", disse ele.

O deputado ainda lembrou que desde o início do ano já havia se comprovado esta condição de José Ricardo Cabral, sobre aposentadoria integral, por tempo de trabalho. "Está faltando autoridade da presidência para ver com as diretorias o que está faltando, então porque se pediu aposentadoria agora?", ponderou.

Jerson disse que não pretende interferir no Tribunal, mas como já foi ventilado pelo próprio governador que seria o deputado estadual Antônio Carlos Arroyo (PR), o indicado pelo governo, ele deve defender os interesses da Assembleia, para que seja votado no período antes do recesso.

"Se for outro nome indicado pelo governador, também iremos votar neste período, até porque nunca deixamos de aprovar o nome enviado pelo executivo". O presidente também ponderou que não vê necessidade de se convocar uma sessão extraordinária para votar esta questão, após o dia 18 de dezembro.

"Por que convocar uma nova sessão? Não vejo motivo para isto, pois gera ônus para o Estado, sem necessidade". Jerson que já teve o nome aprovado para ir ao TCE, disse que pediu ao governador que faça a publicação no dia 30 de dezembro.

O Tribunal ainda aguarda a posse do secretário estadual de Governo, Osmar Jeronymo, que também já teve seu nome indicado e aprovado como conselheiro. Já esta nova vaga tem como favorito o deputado Antônio Carlos Arroyo, mas já se cogitou também o secretário de Obras, Edson Giroto.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions