A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

07/04/2018 21:30

29 horas depois de prazo dado por juiz, Lula está preso

Depois de sair em comboio de São Bernardo do Campo, Lula passou por exame de corpo de delito e foi de avião para Curitiba.

Adriano Fernandes
Avião da Polícia Federal em que Lula foi levado até Curitiba. (Foto: Reprodução) Avião da Polícia Federal em que Lula foi levado até Curitiba. (Foto: Reprodução)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou, por volta das 20h28, à superintendência da Policia Federal em Curitiba. A apresentação do político ocorre pouco mais de 29 horas após o prazo dado pelo juiz federal Sérgio Moro para que ele se entregasse.

Lula saiu andando do sindicato dos metalúrgicos, as 17h45 (MS) deste sábado (07) depois que na primeira tentativa de carro, não conseguiu sair devido a quantidade de militantes no entorno do local.

Ele entrou em um dos carros da PF e seguiu em comboio até a Superintendência da Polícia Federal, na Lapa, para fazer o exame de corpo de delito. O procedimento durou menos de 15 minutos e em seguida ele foi para o Aeroporto de Congonhas de onde seguiu para Curitiba em um avião da PF.

Do aeroporto em Curitiba, ele foi de helicóptero até a superintendência onde ficará preso em uma sala especial. O transporte durou cerca de 10 minutos. Ele se entregou 27h29 após o esgotamento do prazo dado por Moro e dois dias depois de proferida a decisão.

Decisão - O juiz Sérgio Moro assinou sua decisão sobre a prisão de Lula às 17h50 (DF), desta quinta-feira (05). Exatos 19 minutos após ser notificado pelo TRF-4 para que ele determinasse a prisão, segundo o BuzzFeed News.

Os dados são do sistema de acompanhamento processual do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Desde a decisão o ex-presidente estava na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Paulista, em São Bernardo do Campo (SP).

Do lado de fora, multidão de militantes também aguardava a saída de Lula, mas até tentaram impedir que ele se entregasse, esta tarde (07). Lula foi acusado de receber vantagem da construtora OAS, mediante a doação do tripléx do Guarujá (SP). A condenação na ação penal é de 12 anos e um mês de prisão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions