A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/05/2012 13:15

André reafirma que reajuste de administrativos da Educação ficará em 9,6%

Francisco Júnior e Wendell Reis
Deputado Jerson Domingos não quis revelar o que foi decidido na reunião. (Foto: Wendell Reis)Deputado Jerson Domingos não quis revelar o que foi decidido na reunião. (Foto: Wendell Reis)

O governador André Puccinelli (PMDB) disse nesta manhã que não vai aumentar o reajuste dos servidores do administrativo da Educação, definido em 9,6% para os trabalhadores do ensino fundamental e 6% para as demais categorias. Ele esteve reunido na manhã de hoje (10) com o presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos (PMDB) e o líder do Executivo na Assembleia, Junior Mochi (PMDB), que ontem receberam representantes dos servidores, que querem um reajuste maior.

A categoria alega que se o aumento de 9.6% fosse para todos, apresentaria um aumento de apenas R$ 200 mil na folha de pagamento. Porém, André rebate que eles não levam em consideração os inativos e os administrativos de outras categorias. A categoria reivindica um aumento de 17%.

Questionado sobre ameaça de greve, André disse que “cada um sabe o que faz, mas vai ter que responder pelos seus atos”.

Mais cedo, durante solenidade de entrega de prêmios do programa Escola para o Sucesso, no Parque Jaques da Luz, o governador disse que a proposta do governo é inferior ao que a categoria quer porque “o governo federal minguou os repasses”, diz ele referindo-se à redução no Fundo de Participação dos Estados e no Fundo de Participação dos Municípios. O Estado vai deixar de receber R$ 15 milhões.

O governador declarou que se comprometeu com os servidores administrativos da Educação em dar à categoria, em 2013, o maior reajuste entre todos os servidores.

Jerson Domingos disse que às 14 horas irá se reunir com o deputado Pedro Kemp (PT) e com o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Magno Botareli Cesar, para repassar o que foi definido na reunião com governador.

Como forma de pressionar o governo, servidores passaram à noite na Assembleia Legislativa.



A questão desses aumentos é simples. Se não esta satisfeito TROQUE DE EMPREGO.Só para lembrar aqui fora é assim quando não esta satisfeito com o salário pede-se um aumento, se não recebe, muda-se de empresa para ganhar melhor. Portanto o salario é esse o reajuste é isse, se não estiver satisfeito é simples MUDA DE EMPREGO. Vem aqui no serviço privado ver como é facil ganhar bem . . . .
 
ODAIR DIEDRICH em 10/05/2012 01:49:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions