ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 21º

Política

Antes de vir a Campo Grande, Dilma faz reunião com André em Brasília

Por Jéssica Benitez | 24/04/2013 07:29
André se encontra com Dilma no final da tarde de hoje (Foto: Vanderlei Aparecido)
André se encontra com Dilma no final da tarde de hoje (Foto: Vanderlei Aparecido)

O governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), se reunirá com a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), hoje às 17h em Brasília, conforme agenda da petista. A pauta da reunião não foi revelada. A reunião ocorre cinco dias antes da vinda de Dilma a Campo Grande. Na ocasião ela entregará 300 ônibus escolares aos municípios sul-mato-grossenses.

O encontro entre o governador e a presidente reafirma possível aliança entre ambos. Embora André defenda candidatura própria do PMDB na eleição de 2014, no início desta semana ele chegou a cogitar licenciamento do partido para dedicar-se integralmente à campanha pela reeleição de Dilma.

Outro assunto que pode ser tratado é a redução de investimento por parte Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes em Mato Grosso do Sul) ao Estado. O valor caiu de R$ 750 milhões para R$ 150 milhões. A diminuição de 80% nos recursos destinados à manutenção e recuperação das rodovias federais em solo sul-mato-grossense uniu a bancada federal e o governador, que vão lutar pela destituição do atual comando do órgão no Estado.

Segundo deputado federal licenciado e secretário de Obras Públicas, Edson Giroto, Mato Grosso do Sul só perdeu com a saída do ex-governador Marcelo Miranda Soares, após denúncias de corrupção no órgão. “Falo como secretário de Estado: perdemos a interlocução do governo do Estado com o Dnit desde a troca de Marcelo Mirando pelo atual superintendente do órgão, Euler dos Santos”, disse o secretário.

Servidor do quadro de carreira do Ministério dos Transportes, Euler José dos Santos foi nomeado pelo ministério em junho do ano passado para substituir Marcelo Miranda, exonerado no início de janeiro após denúncias de irregularidades no órgão. “Não tenho nada contra ele, mas infelizmente desde sua posse vem sendo conduzido um processo político desastroso. Veio alguém de Uberlândia que não tem nenhum compromisso com Mato Grosso do Sul para fazer a gestão”, afirmou.

Hoje, Giroto também vai a Brasília, mais precisamente ao Ministério dos Transportes, para discutir vários temas e também tratar do assunto com o diretor-geral do Dnit, general Jorge Fraxe, que estará presente à reunião. O deputado já discutiu a questão com o ministro dos Transportes e agora fará uma reunião com os três senadores por Mato Grosso do Sul e os oito deputados que compõem a bancada federal, mais o governador, para tratar do assunto.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário