A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/11/2009 09:49

Anúncio sobre fábrica gera atrito entre André e Planalto

Redação

A antecipação do anúncio sobre a instalação de uma fábrica de fertilizantes da Petrobras em Mato Grosso do Sul acabou gerando conflitos, admitiu hoje o governador André Puccinelli (PMDB).

André conta que tomou "uma bronca" por ter comentado a conquista sem esperar o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, que só confirmou a vinda do empreendimento ontem.

"Eles queriam que eu dissesse junto com eles, foi ciúmes", admitiu o governador.

Questionado se esse entrave pode prejudicar Mato Grosso do Sul, quanto à instalação da nova fábrica, Puccinelli disse que será "mesquinharia" se isso acontecer.

"Se não vier vai ser mesquinharia de tirar o que já estava decidido pelo Conselho de Administração da Petrobras", disparou nesta manhã, durante o seminário "Abrigo: Medida de Proteção ou Exclusão?", que acontece no Pallaciu's Eventos, na Capital.

Puccinelli disse que já sabia há tempos sobre a possibilidade dessa fábrica vir para o Estado.

"Tive acesso a um estudo da Petrobras que indica até a localização. Para mim não importa se é Campo Grande, Terenos ou Água Clara, importa que fique dentro do Estado de Mato Grosso do Sul", declarou.

Mesmo admitindo que os desentendimentos com a cúpula do Ministério da Agricultura pode "enrolar" a chegada da fábrica ao Estado, o governador está otimista e diz que ofereceu todos os incentivos possíveis.

"Eu dei tudo que podia dar de incentivos, eu disse que nenhum estado podia dar mais do que o meu, já para não perder", disse, citando a isenção total de ICMS e a doação de terreno como exemplos.

Outros detalhes, Puccinelli prefere não anunciar, para não prejudicar a vinda do empreendimento para o Estado.

"Me pediram para fechar a boca em copas e eu não quero prejudicar o Estado. O que se sabe é que ganhamos de outras regiões, até do Espírito Santo", detalhou.

Ainda não há confirmação, mas a nova fábrica de fertilizantes da Petrobras, que prevê investimento de US$ 2 bilhões, deverá ser instalada em Três Lagoas, a 339 quilômetros da Capital.

Segundo o governador, a construção da fábrica deve ser iniciada já no ano que vem. Ele informou que o Brasil importa mais de 2 milhões de toneladas de nitrogenados por ano.

O novo empreendimento pode produzir 1,2 milhão de toneladas/ano, o que representa cerca de 60% da necessidade do País.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions