ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 21º

Política

Após 2° votação, projeto da LDO segue para sanção do prefeito

Proposta foi aprovada na sessão desta quinta-feira (02), no plenário da Câmara Municipal

Por Leonardo Rocha | 02/07/2020 12:03
Vereadores durante votação de projeto na Câmara Municipal (Foto: Divulgação - CMCG)
Vereadores durante votação de projeto na Câmara Municipal (Foto: Divulgação - CMCG)

Os vereadores aprovaram, em segunda votação, o projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), que prevê o orçamento de R$ 4,33 bilhões para Campo Grande, em 2021. A proposta que recebeu 61 emendas, segue agora para sanção do prefeito Marquinhos Trad (PSD).

O projeto da LDO tem a intenção de mostrar uma previsão inicial da receita do município para o ano que vem, assim como definir as prioridades da gestão municipal. Estes dados e projeções serão atualizadas no final do ano, quando a prefeitura enviada a proposta do orçamento.

Segundo a prefeitura, existe a previsão de crescimento de 0,70% da economia, no entanto termos reais, sem considerar a inflação ou deflação, há uma queda de 4,33% para o próximo ano.

Em audiência pública sobre o projeto, o secretário municipal de Gestão e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, explicou que esta projeção pode sofrer grandes mudanças, já que o impacto da pandemia sobre a economia e arrecadação ainda não há como se prever. Ele adiantou que se não tivesse a ajuda federal, o município teria dificuldades para pagar os salários dos próximos meses.

Emendas – Ao todo foram apresentadas 242 emendas, no entanto somente 61 serão incluídas no texto final do projeto. Elas agora seguem para sanção do prefeito Marquinhos Trad (PSD), que pode acatar as sugestões ou vetá-las, levando em conta sua avaliação jurídica.

As áreas de infraestrutura urbana e rural e o setor de meio ambiente lideraram a indicação das emendas feitas pelos vereadores, com 14 sugestões ao texto final. Depois aparecem temas como política institucional e sociocultural, com 12 cada. A saúde pública também recebeu 10 (emendas) e outras oito seguiram para educação.