ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 21º

Política

Após denúncia, MPMS apura contratação ilegal de artistas em Ivinhema

Segundo o Ministério Público, Juliano Ferro estaria contratando pessoas próximas para eventos, sem licitação

Por Izabela Cavalcanti | 16/05/2024 08:46
Prefeito de Ivinhema, Juliano Ferro, gravando vídeo no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram)
Prefeito de Ivinhema, Juliano Ferro, gravando vídeo no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram)

Após receber denúncia de que o prefeito de Ivinhema, Juliano Ferro (PSDB), estaria contratando pessoas próximas para eventos artísticos, o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) recomendou que ele abstenha de promover a contratação, sem licitação, de artistas com os quais já tenha tido ou mantenha algum tipo de vínculo profissional, financeiro e pessoal.

O pedido foi publicado nesta quinta-feira (16), no Diário Oficial do MPMS. Na publicação diz que chegou ao conhecimento da Promotoria de Justiça de que o prefeito conhecia vários artistas, principalmente do ramo musical, e que teria firmado contratos por inexigibilidade para diversos eventos festivos promovidos e custeados pelo município de Ivinhema.

Com isso, foi instaurado Inquérito Civil para apurar ilegalidade em processos de inexigibilidade de licitação para contração desses artistas nos anos de 2021, 2022, 2023 e 2024.

Ferro terá que passar a todos os secretários municipais e aos agentes públicos responsáveis pelos setores de licitações e contratos, o teor da recomendação.

O Ministério Público Estadual deverá ser comunicado, no prazo de 10 dias úteis, a partir do documento sobre a aceitação ou não da recomendação, sob ônus de eventuais medidas pelo MP.

Em resposta, Juliano Ferro informou que já está acatando a recomendação. “Estava em andamento uma investigação sobre uma eventual contratação de pessoas que têm vínculo comigo, foi apurado, nada foi encontrado, e o Ministério Público recomendou que a gente não faça mais contratação de pessoas que tem vínculo comigo devido a minha rede social ser muito forte, eu conhecer bastante artista, mas graças a Deus foi feito só a recomendação, não existiu nenhum tipo de crime. Nós já estamos acatando isso, é viável e é favorável porque mostra que a gente não estava usando da máquina pública para se alto promover", justificou.

Festa do Peão – Em março, o Campo Grande News noticiou que a 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Ivinhema instaurou dois inquéritos civis após receber denúncia contra o prefeito da cidade.

Um deles é sobre a investigação de promoção pessoal com emprego de recursos públicos, e o outro destaca a divulgação da Festa do Peão, que já é tradicional no município. Depois disso, a festa foi cancelada.

No DOU (Diário Oficial do Estado) do dia 6 de março, a Prefeitura de Ivinhema publicou a contratação de três shows que somam R$ 570 mil para a Festa do Peão. Por serem artistas específicos, os pagamentos seriam feitos com inexigibilidade de licitação.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias