A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

12/12/2014 09:14

Após lei promulgada, salário do governador irá subir com reajuste do STF

Leonardo Rocha
Assembleia promulgou a lei que pode reajustar em até 22% o salário do governador e dos deputados estaduais (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)Assembleia promulgou a lei que pode reajustar em até 22% o salário do governador e dos deputados estaduais (Foto: Giuliano Lopes/ALMS)

A lei que pode reajustar em até 22% os salários dos deputados estaduais, secretários e governador do Estado, foi publicada hoje (12), no Diário Oficial do Estado. Ela fixa o valor dos subsídios de acordo com os vencimentos do STF (Supremo Tribunal Federal) e da Câmara dos Deputados.

Com esta publicação, para que os salários sejam reajustados no Estado, resta apenas que seja aprovada o reajuste no Congresso Nacional, tanto para os deputados federais, como ao ministros do Supremo Tribunal Federal.

Nesta nova lei estadual, o governador do Estado, a partir de 2015, irá receber o mesmo salário do desembargador do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), que representa 90,5% do que recebe o ministro do Supremo, por esta razão, se este valor tiver o reajuste de 22%, os demais também irão ter o mesmo aumento percentual.

Seguindo esta cadeia, aparece a vice-governadora e os secretários estaduais, que irão receber 80% do subsídio do governador. Atualmente o chefe do executivo estadual, recebe R$ 26.589,67, mas poderá chegar a R$ 32,4 mil.

Já no caso dos deputados estaduais, ficou fixado que eles vão receber 75% do salário dos deputados federais, que possuem dois projetos no Congresso, que visa estabelecer o vencimento de R$ 33,7 mil, ou até chegar a R$ 35,9 mil, que seria o teto igual a proposta que o Supremo poderá ganhar, caso seja aprovada a sua solicitação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions