A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Julho de 2018

08/07/2018 15:52

Após pedido de reconsideração, desembargador dá prazo de 1 hora para soltar Lula

Ex-presidente cumpre pena há três meses na sede da Polícia Federal em Curitiba

Liniker Ribeiro
Desembargador João Pedro Gebran Neto (Foto: Reprodução)Desembargador João Pedro Gebran Neto (Foto: Reprodução)

O desembargador Rogério Fraveto, do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, reforçou mais uma vez a decisão de soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, dessa vez, determinou o prazo de uma hora para que a decisão seja cumprida.

A determinação se dá após o pedido do MPF (Ministério Público Federal) para reconsideração da decisão de soltar Lula. Para o magistrado, a decisão não fere atos anteriores que negaram a liberdade ao ex-presidente.

“A decisão em tela não desafia atos ou decisões do colegiado do TRF4 e nem de outras instâncias superiores. Muito menos decisão do magistrado da 13ª Vara Federal de Curitiba, que sequer é autoridade coatora e nem tem competência jurisdicional no presente feito”.

A fala de Favreto refere-se também ao juiz Sérgio Moro, que publicou despacho em que desautorizava a decisão do desembargador. Fraveto, o juiz federal não tem mais competência para questionar decisões no processo.

O ex-presidente cumpre pena há três meses na sede da PF (Polícia Federal) em Curitiba.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions