A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/08/2011 20:51

Apuração de votos em eleição na Acrissul deve levar pelo menos uma hora

Fabiano Arruda
Eleitores dos dois candidatos no início da votação. (Foto: João Garrigó)"Eleitores" dos dois candidatos no início da votação. (Foto: João Garrigó)

A apuração, por meio de contagem de cédulas, na eleição para nova diretoria da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) deve levar entre 1h e 1h30, segundo informações da própria entidade.

A votação foi encerrada pontualmente às 20h, como previsto, embora tenha começado com atraso 45 minutos, motivado por três pedidos de impugnação no pleito ingressados por José Lemos Monteiro, o Zeito, que encabeça a chapa “A Força do Agronegócio”.

Zeito e Francisco Maia, da chapa “Gestão e Produção”, que tenta se reeleger na diretoria da entidade, chegaram a ensaiar um bate-boca em frente ao tatersal de elite 1, onde ocorreu a votação.

A eleição é apontada como uma das mais acirradas na história da associação, já que o processo eleitoral foi marcado por troca de farpas e acusações entre os candidatos.

De um lado, Zeito promete quebrar a vertente política da entidade e transformar o Parque de Exposições Laucídio Coelho num lugar ideal e adequado à legislação ambiental para receber grandes shows.

Do outro, Maia garante que tirou a Acrissul do buraco e diz querer transformar o parque num “shopping do agronegócio”.

Após a proclamação do resultado, o candidato eleito tem 60 dias para ser empossado. Nesse intervalo, ainda cabe apelação de qualquer parte.

A Acrissul tem patrimônio de aproximadamente R$ 60 milhões e uma receita anual de R$ 5 milhões proveniente das contribuições dos associados e convênios.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions