ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 28º

Política

Assembleia debate falta de dados e uso de agrotóxico em alimentos

Encontro debateu consumo de agrotóxicos e a falta de dados sobre a quantidade das substâncias nos alimentos

Por Lucas Mamédio e Fernanda Palheta | 27/05/2024 18:29
Máquina agrícola jogando agrotóxicos em plantação (Foto: Divulgação/Abrasco)
Máquina agrícola jogando agrotóxicos em plantação (Foto: Divulgação/Abrasco)

A bancada do PT na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul recebeu representantes do Fórum Nacional de Combate aos Impactos de Agrotóxicos e Transgênico nesta segunda-feira (25).

O encontro teve como eixo temático o uso de agrotóxicos em alimentos, bem como os impactos deste uso nas pessoas. Em linhas gerais, parlamentares, pesquisadores de MS e membros do Fórum, alertaram para o excesso de consumo de agrotóxicos e a falta de dados sobre a quantidade dessas substâncias nos alimentos.

Um exemplo da subnotificação foi dado por meio do estudo de Alexandra Penedo de Pinho, professora da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e pesquisadora de poluição ambiental, que falou sobre uma pesquisa dela na qual a presença de agrotóxicos foi constatada na águas de seis comunidades do Estado, entre quilombolas e indígenas.

“Encontrei altos índices de contaminação em nascentes, cerca 15 tipos de agrotóxico. Além disso, falta  acesso à informação. Porque aqui em MS não tem um órgão pra essas pesquisas constantes”.

A falta de dados também foi destacado pelo coordenador do Fórum, Pedro Serafim. “Um dos eixos de trabalho do Fórum é pelo direito à informação. Precisamos saber qual agrotóxico está sendo usado, mas isso não é divulgado”.

Parlamentares, pesquisadores de MS e membros do Fórum durante encontro (Foto: Fernanda Palheta)
Parlamentares, pesquisadores de MS e membros do Fórum durante encontro (Foto: Fernanda Palheta)

O Brasil é um dos países que mais utiliza agrotóxico, segundo dados dos Fórum. Luis Cláudio, secretário-executivo da instituição fala sobre a falta de controle no uso. “Não há controle de fato”.

A deputada Gleice Jane (PT) falou sobre a necessidade de regulamentação. "É preciso preciso regulamentar melhor o uso de agrotóxico, além de cobrar melhor as regras já existentes”.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias