A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/11/2011 15:34

Câmara aprova projeto que proíbe farra com bebidas alcoólicas

Viviane Oliveira e Aline dos Santos

Projeto proibe o consumo de bebidas em postos de combustíveis, conveniências, ruas e praças públicas

Com plenário praticamente vazio, votação de nova lei seca ocorreu nesta terça-feira após longa discussão. (Foto: Pedro Peralta)Com plenário praticamente vazio, votação de nova lei seca ocorreu nesta terça-feira após longa discussão. (Foto: Pedro Peralta)

Com 14 votos a três foi aprovado o projeto que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas com algazarras e perturbação ao sossego. O projeto tramitava desde 2009 na Câmara e o texto inicial proibia o consumo de bebida e bagunça nos postos de combustíveis. Agora proibe o consumo também em conveniências, nas ruas e praças públicas.

Votaram contra o projeto os vereadores Loester Nunes (PMDB), Clemêncio Ribeiro (PMDB e Airton Saraiva (DEM). Saraiva afirmou que já existe muitas leis e falta apenas fiscalização para exigir o cumprimento. Há legislação, por exemplo, que regulamenta o volume de som até às 23h, de segunda a quinta.

Outro voto ao contrário partiu do vereador Loester Nunes. Ele disse que a lei tira o direito do cidadão. “Temos lei que calou o Albano Franco a Expogrande e continua a balburdia por ai”.

Em sua maioria, os vereadores apontam que a lei pode diminuir o consumo de bebidas, garantir sossego aos vizinhos e acaba com a bagunça aos arredores das conveniências. “Estou realizado como vereador em Campo Grande, meu mandato teve a importância que a população espera”, afirmou o vereador Paulo Siufi após a votação.

O projeto recebeu uma emenda, onde consta que o comerciante deve informar a Polícia pelo serviço 190 para se livrar das penalidades que são advertência, multa de R$ 300 a R$ 1.500, suspensão do alvará por 30 dias e cassação do alvará de funcionamento.

Quem for flagrado bebendo em meio a confusão pode sofrer penalidades que são: advertência, multa de R$ 200 a R$ 1.000 e prestação de serviços à comunidade. Conforme a proposta, caberá ao Poder Executivo regulamentar a aplicação definindo quem vai fiscalizar, qual será o critério para aplicação de multa e a destinação do dinheiro.

O representante do Sinpetro (Sindicato dos Postos de Combustíveis), Marcos Vilallba, afirma que os donos dos postos não querem baderna e apoiaram o projeto. Ele explica que a forte oposição da categoria no início da discussão era porque o projeto proibia o comércio de bebida alcoólica.

A votação não atraiu grande público, mas a aprovação foi comemorada nas galerias. Analice Terezinha Talgatti Silva, 40 anos, que mora próximo a uma conveniência no bairro Guanandi. Na última sexta-feira durante audiência pública sobre o tema ela se emocionou ao relatar que há quatro anos não consegue ter uma boa noite de sono.

Atualmente já há fiscalização contra poluição sonora (som alto), perturbação de ordem pública, fiscalizada pela Semadur (Secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano).

As conveniências já são punidas com a suspensão e cassação do alvará. Para funcionar 24 horas os comércios têm que requerer alvará especial e contratar segurança.

Proíbição de bebida alcoólica nas praças será votado amanhã
O projeto de lei complementar que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em postos de combustíveis, conveniências, ruas e praças de Campo Grande pode...
Projeto que proíbe bebida alcoólica em posto de combustível será votado hoje
Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande votam na sessão desta quinta-feira (10) o polêmico projeto de autoria dos vereadores Paulo Siufi (P...
Câmara discute amanhã proibição do consumo de bebida alcoólica em conveniências
A Câmara Municipal de Vereadores vota nesta quinta-feira o projeto de lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas dentro do perímetro de conveniên...


É mais uma "LEI" sem noção. Igual a Lei anti-fumo, todo mundo fuma no meu nariz e ninguém faz nada. Ano que vem tem eleições, isso não passa de mais uma campanha antecipada para 2012, atingir uma classe repressora e arcaica.
Vamos nos divertir em JAULAS com isolamento acústico, e morrermos de depressão.
SENHORES PARLAMENTARES PRECISAMOS É DE FISCALIZAÇÃO NAS LEIS JÁ EXISTENTES.
 
Patrícia Mendes em 24/11/2011 12:54:39
Quem faz leis e salsicha, não as consome. Tanto papel, tinta, audiências públicas -para vereadores aparecem- a troco de nada. No que diz respeito às conveniências em postos de combustíveis, bastaria que tais estabelecimentos fossem autorizados a venderem bebidas alcóolicas sem gêlo; natural. Tchim tchim. Saúde.
 
Reinaldo Rosa em 23/11/2011 12:07:14
A baderna virou a cidade um inferno. Está em um ponto que fico pensando que deveriam reviver a TORA, mandar os direitos humanos para o lugar que ele deve ir para quem não é gente e deixar a REPRESSÃO OSTENSIVA comer. LITERALMENTE.
Gostei da lei. Gostei muito.
 
madalena sortioli em 23/11/2011 12:02:37
Esse e o Brasil, ao invés de fazer valer as leis já existente, criam se novas. Por isso o nosso pais não vai pra frente. Pois cada seção, ENGORDA OS BOLSOS DOS POLÍTICOS. Como dizia minha finada avó, estudem para aprender roubar.
 
telma magalhaes em 23/11/2011 12:00:54
Rodrigo Thiago: "Não concordo com essa de parar com o barulho nas conveniencias. os velhos incomodados q mudem do local. [...] se acabar com as bebidas e o sons nas conveniencias onde vou ver os brotinhos final de semana.?gente pensem na gente...os adolecentes q serão o futuro do nosso país.."

VERGONHA DESSA GERAÇÃO.Pelamordoamor.Se esse é o nosso futuro, QUERO IR PRA MARTE antes dele chegar.
 
Madalena Sortioli em 23/11/2011 12:00:01
Poderiam aproveitar e votar também a lei que proíbe a farra com o dinheiro do povo!!!
 
tereza freire em 23/11/2011 11:52:13
parabéns aos nossos vereadores, finalmente vamos nos ver livres desses baderneiros e vadias que ficam mosgrando a b..... no meio da rua. Lugar de beber não é no meio da via publica atrapalhando o trãnsito, para isso existem lugares apropriados.muitos falam em democracia, mas qual democracia stão falando? a deles, com desrespeito ao cidadão que trabalha e querem descansar a noite. Ora faz me rir
 
francisco prado em 23/11/2011 11:48:50
Mais uma lei feita para não servir para nada....
Será que alguém pode definir o que é "aglomeração"? 2, 4, 10 pessoas? Juntas? Separadas? A qual distância?
Se a lei não tratou disso, pode colocá-la no banheiro, porque qualquer pessoa usará esse argumento para dizer que não estava aglomerado...
 
Adriana Mascarenhas em 23/11/2011 11:27:08
Parabêns à Vereadores que votaram a favor!!!! em especial ao Dr. Paulo Siufi, é uma vitória a toda população (sem baderna, som alto, brigas e pornôgrafia ao ar livre), Corpo de Bombeiros (Sem Ocorrências: pessoas alcoolizadas procando acidentes), Hopitais e Postos de Saúde (24HS), (Lotadação em corredores, por causa do álcool), deixando de atender pessoas que relamente precisa.Obs.Fora os MILHÕES
 
Givanildo Miranda em 23/11/2011 11:06:40
Não adianta criar mais leis se não tem quem as aplique. Se a lei seca fosse fiscalizada não teriamos tantos acidentes envolvendo jovens alcoolizados e pessoas inocentes que cruzam seus caminhos.
Se a policia desse uma busca pela madrugada nas boates do centro não teria lugar para colocar tanta gente bêbada que sai dirigindo.
 
Madalena Greco em 23/11/2011 10:46:33
Pelo que eu entendi a lei é contra algazarras, som alto e badernas em locais públicos. Nada impede as pessoas de sentar em um bar, pizzaria, sobaria, masseria etc... de tomar a sua cerveja ou outra bebida qualquer. No posto de combustível é para se abastecer os carros e não para beber. Tem lugares certos para isso.
 
Cida Barros em 23/11/2011 10:28:36
Campo Grande News, por favor, faz uma matéria na frente do Aeroporto Internacional, porque lá a coisa tá horrivel, esses baderneiros sem futuro, fica ouvindo musica alta e danças ilicitas como passou no Jornal do SBT. Que vergonha que isso me deu, que vergonha da minha cidade!!!! Faz favor!!!!
 
Carla Fernanda em 23/11/2011 10:06:57
Que a fiscalização se estenda aos Bairros também, merecemos viver em paz. É bom que as pessoas que vivem para perturbarem entendam que as pessoas trabalham e merecem o descanso, não só de algazarra vive o cidadão! Parabéns Srs. Vereadores por essa atitude.
 
Iris Balbuena Leão em 23/11/2011 09:54:21
Pq esses politicos não votam para voltar a ronda ostensiva da polícia, QUE ACABOU!

APOSTO QUE O POVO NÃO SABE DISSO!!
 
Belkiz D. Freire em 22/11/2011 11:51:38
Acho válida a lei, mas como as multas serão aplicadas? Qual o critério para aplicação? O problema maior é que as delegacias não funcionam no período noturno, já tive problemas com badernas e quando ligava para o 190 mandavam ligar para um delegacia que só funciona durante o dia.
 
Luiz Fernando de Britto em 22/11/2011 11:46:12
fiscalização não só em coveniencia, mas em praças e principalmente em frente ao aeroporto internacional de campo grande onde o objetivo era reunir familiares para passar momentos de lazer se tornou lugar para reunião de bardeneiros, la merece uma reportagem do campo grande news , quem sabe assim as autoridades da mais atenção aquele local.
 
dario da silva em 22/11/2011 10:54:29
PARABENS, é o que as pessoas de bem desta cidade esperavam. quem gosta de beber continuará em locais apropriados.
 
Emenegildo Calazans Floriano em 22/11/2011 09:55:38
a referida lei fere fundamento constitucional, art.1ªinciso IV da CF, livre iniciativa, quanto a questão da venda legal de bebidas alcoólicas. E também fere norma de eficácia plena, restringindo o direito de reunião, assegurado também na CF, art 5ª inciso XVI.Assim a lei é passível de ação de inconstitucionalidade.
 
gabriel fonseca em 22/11/2011 09:41:00
Muita gente ainda não entendeu que o projeto NÃO proíbe o comércio de bebidas (livre iniciativa), NÃO proíbe o consumo em qualquer lugar (liberdade individual), apenas se restringe aos casos de consumo por aglomerado de pessoas quando estiverem causando pertubação à ordem pública (liberdade dos outros). Ainda existe na lei as exceções (locais e festas com autorização)
 
Luiz Luigui em 22/11/2011 09:29:49
É!!! SÓ TÁ FALTANDO AGORA PROIBIR O CONSUMO DO TERERÉ. RSRSRS!
 
ALAN PIERRE em 22/11/2011 08:58:37
OS SENHORES VERIADORES VAO PAGAR AS CONTAS DOS CIDADAO A ONDE ESTA O NOSSO DIREITO DE IR E VIN, VOCES TEM QUE TER VERGONHA NA CARA POIS ISSO E FALTA DO QUE FAZER , TEM MUITAS COISAS QUE VOCES VERIADORES PODERIA TER O QUE FAZE COMO PROCURA MAS SEGURANCA PRA POPULACAO QUE NAO TEMOS SEGURACA OK..................
 
MARCOS ANTONIO FERNANDES FERREIA em 22/11/2011 08:56:28
SIMPLESMENTE RIDICULO...O QUE MAIS VÃO PROIBIR EM CAMPO GRANDE?...TENHO CERTEZA QUE AGORA VÃO PROIBIR OS MOTOQUEIROS DE ANDAR DEPOIS DAS 18:00 NAS RUAS DA CIDADE TAMBEM..PORQUE TODOS OS ACIDENTES QUE ACONTECEM NA CAPITAL É POR CULPA DA BEBIDA E DAS MOTOS...TENHO VERGONHA DE SER CAMPO GRANDENSE..TOMARA QUE O PREFEITO NÃO APROVA ESSA LEI RIDICULA..'' CADE O DIREITO DE IR E VIR ME RESPONDÃO..''
 
FLAVIO RODRIGO em 22/11/2011 08:40:33
A referida lei fere o principio da livre iniciativa art. 1ªIV da CF, as bebidas alcoólicas são produtos legalizados, e é assegurados aos comerciantes comercializa-las legalmente(proibindo a venda a menores de 18anos). Quanto as ditas "algazarras", Na constituição em seu art.V inciso XVI, é assegurado a todos o direito de reunião. A referida lei é passível de ação de inconstitucionalidade.
 
Gabriel dias maximo da fonseca em 22/11/2011 08:34:37
Sim vamos proibir tudo!o cidadão de beber a sua cerveja,de sair de casa para si divertir,vamos proibir tudo que não seja para pagar impostos.afinal se não pagarmos impostos como e que eles vão receber seus salários.Senhores vereadores porque vocês não fazem leis que realmente vão trazer benefícios para população de campo grande.

AGORA SEI QUE SO TEM TRES PARLAMENTARES QUE REPRESENTAM MESMO..NOS
 
MARIANO SALDANHA em 22/11/2011 08:31:56
PARABÉNS AOS NOSSO VEREADORES QUE APOIARAM ESTA NOVA LEI,TERIAM APENAS QUE ESTENDER ISSO COMO EM SÃO PAULO "PSIU"LEI DO SILÊNCIO,SE A BAGUNÇA FOR EM RESIDÊNCIA E FOR CONFIRMADA PELA POLICIA,A MULTA VEM NO "IPTU" e SE FOR EM VEICULO JÁ VEM NO "IPVA",ASSIM REALMENTE ESTA FUNCIONANDO POR LÁ,DIVERSÃO SIM,BADERNA NÃO.QUANDO NÃO SE TEM LIMITES,APENAS SENTINDO NO "BOLSO",ÁS PESSOAS MUDAM UM POUCO.
 
ricardo terra lemos em 22/11/2011 08:22:33
eu sou trabalhador, particularmente gosto de tomar uma cervejinha antes de voltar pra casa pra relaxar, pago os impostos cobrados, será que vou ter que pagar mais um imposto pra tomar uma cerveja que seja no posto de combustível ou numa conveniencia?

QUEM MATA NEM FICA PRESO MAIS MAS A GENTE CIDADAO JA VAMOS PAGAR MULTA NOIS SIM ESTAMOS PRESOS E NA DITADURA!!!!!!!!!!!
 
CLAUDIO RENATO em 22/11/2011 08:15:37
Não concordo com essa de parar com o barulho nas conveniencias. os velhos incomodados q mudem do local. pq em conveniencia e o pointS de encontros das mulheradas q saem pra curtir.. se acabar com as bebidas e o sons nas conveniencias onde vou ver os brotinhos final de semana.? gente pensem na gente .......os adolecentes q serão o futuro do nosso país..parabens RIBEIRO, LOESTER E SARAIVA ADORO VCS!
 
RODRIGO THIAGO em 22/11/2011 08:13:14
Sera que nos ja aprendemos votar ? Escolhemos presidente,senador ,deputados ,prefeitos,vereadores. E agora vamos reclamar por que , e isto ai. Menos de 1 ano pedermos mudar muita coisa se formos capazes de analisar o nosso voto. Só assim poderemos ter nossas liberdades . Mas as leis tem que ser cumpridas por todos sem destinção....
 
luiz rebelo em 22/11/2011 08:09:58
Com tanta gte necessitando de um projeto de lei para ajudar a sanar problemas como: fome, desemprego, educação, saúde, SEGURANÇA, e vc´s da câmara fazendo projetinho de "lei" para não consumir bebidas nas ruas? Precauções para que diminuam acidentes devem ser tomadas sim, mas responda-me: se o cara comprar caixas e caixas de bebida alcoólica e beber em casa e sair e causar acidentes? heim??



 
LUCIA RAMOS em 22/11/2011 08:09:38
É um absurdo as leis são só para os pobres mesmo.o cara ex garagista que sacaneou roubou muita gente.solto e os deputados querendo multar comerciantes,e consumidores. Aff é pra cair o queixo a inteligencia desse povo.
 
rafael carlos em 22/11/2011 08:06:44
Simplismente RIDÍCULO... que proibam o uso de som, bagunças e tal...mais essa de proibir o consumo de bebida..aff e como ficam os bares, como Miça, a Cerv Ja que e nada mais que uma conveniência...
ISSO AI SO VAI VALER PARA OS POBRES DA PERIFERIA MESMO..PARABENS AOS TRES PARLAMENTARES QUE VOTARAO CONTRA.......O RESTANTE SO ESTA QUERENDO SE APARECER....
 
CELIA MARIA em 22/11/2011 08:02:21
E CLARO QUE NA AUDIENCIA NAO TEVE PARTICIPAÇAO DO PESSOAL CONTRARIO A ESSE ABSURDO POIS ESTAMOS TRABALHANDO FAZ FINAL DE SEMANA PARA VER SE NAO VAI LOTAR DE OPNIOES CONTRARIAS AGORA QUEM ESTA SEMPRE ATOA TEVE TEMPO DE IR EM TODAS AS SEÇOES EPRA ACABAR A O FILHO DAQUELA DONA QUE APARECE CHORANDO NÃO SAI DE LA DA CONVENIENCIA E BOM FALAR DO OUTROS E NAO VER O PROBLEMA QUANDO ELES ESTA EM CASA!!!
 
cleber floriano em 22/11/2011 07:58:20
Parabens aos nossos vereadores. espero qe fiscalizem os barzinhos da Afonso Pena, pois la estão os verdadeiros assassinos do volante, mas como la tem o filho do seu fulano acabam não fazendo , igualdade pra população .
 
edson moreira em 22/11/2011 07:57:05
Um grande projeto foi aprovado.
Esses sons e barulhos incomodam muitas pessoa.
Quem não quer que esse projeto funcione também não quer uma sociedade mais educada, porque as músicas que tocam ninguém merece pelas palavras de baixo calão.
 
Johnny Daniel em 22/11/2011 07:53:55
Aposto que a maioria da população de campo grande é contra essa lei ridícula! E tenho certeza que os responsáveis por essa lei se elegerão nas próximas eleições!
 
roberto araujo em 22/11/2011 07:52:48
Ah sim. Então quer dizer que os que tomam a sua cerveja responsavelmente, pegam um taxi para voltar para casa (como foi solicitado antes e depois da lei seca), vão ter q pagar pelos irresponsáveis?
O grande problema do Brasil é esse. As leis são feitas para os cidadãos de bem. Não são feitas para punir os infratores.
É muita mais facil mulltar, prender e proibir uma pessoa que anda na linha.



 
marcelo araujo em 22/11/2011 07:49:37
Não concordo com essa de parar com o barulho nas conveniencias. os velhos incomodados q mudem do local. pq em conveniencia e o point de encontros das mulheradas q saem pra curtir.. se acabar com as bebeidas e o sosn nas conveniencias onde vou ver os brotinhos final de semana.? gente pensem na gente .......os adolecentes q serão o futuro do nosso país..

 
rodrigo thiago em 22/11/2011 07:43:51
O problema do brasileiro, é querer se aparecer e ser melhor que o outro, por isso qualquer lugar que vai tem bagunça, briga e etc. se cada um se reunisse e ficasse na sua nao teria tantas Leis....esses kara de som alto ele dentro do carro nao escuta nada quem escuta é os outros isso so para se aparecer, porque nao sai pelado na rua. fora a inveja, que o povo tem um dos outros.....
 
thiago souza em 22/11/2011 07:41:57
Isso é um absurdo,querer invadir o direito de ir e vir dos cidadãos daqueles que pagão seus impostos em tudo inclusive na cerveja que esta consumindo.Deve haver sim fiscalização e punição aos bagunceiros e aos irresponsáveis que dirigem embreagados.Deve haver blitz durante a noite isso sim.agora proibir a população é um absurdo
 
rafael carlos em 22/11/2011 07:32:42
Ao meu grande prefeito Nelson Trad: apenas use a caneta e aprove.
Quem discordar, isso só fará, enquanto não perder um ente querido para esses pesadelos que a vida nos apresenta!!!
Que Deus abençõe todos nós!!!!!
Divina
 
Divina Lemos em 22/11/2011 07:29:48
Parabéns aos vereadores.........,quem reside próximo aos postos de gasolina e conveniências sabe o "inferno" que se tornam estes lugares no período noturno e finais de semana.Realmente devemos ter a liberdade de beber e ouvir som ,desde que não incomodemos as outra pessoas.A realidade está nas ruas para quem quiser ver.....saiam á noite e de madrugada e verão jovens bêbados e com som alto
 
lima junior em 22/11/2011 07:23:57
É brincadeira tantas leis e nada a Lei SECA?
e quem vai fiscalizar essa nova lei é o SENHORES VEREADORES
Porque os senhores não cria algo para a população ter um espaço que não atrabalha os outros, se vai nos Parques de Campo Grande estão proibidos, na Exposição foi fechada, falta a pra do Papá, não cria uma lie pra lá tbm.
 
Nilton César em 22/11/2011 07:14:52
restrição da liberdade do cidadão... uma vergonha!
o que deveria ter, era uma fiscalização para acabar com som muito alto em bairro residenciais e as putarias que tem nas conveniências com menores e com consumo de drogas! agora o cidadão de bem não poderá tomar uma cerveja na rua q é criminoso?

uma vergonha!
 
Luís Guilherme em 22/11/2011 07:07:15
Isso é uma palhaçada, tem tantas leis para coibir as badernas e na verdade so folta é a fiscalização, esta lei vai ser somente mais uma que daqui alguns dias ira cair no esquecimento,
 
Paulo Sergio em 22/11/2011 06:43:38
"isso vai contra o direito de liberdade do cidadão". Daqui a pouco vão querer proibir tudo, é bom que esse Vereadores que são nossos empregados fiquem atentos, pois o mundo inteiro está se revoltando contra os governantes que privam o povo de liberdade.
A Constituição Federal consagra como direito fundamental a liberdade...palhaçada iisso contra os cidadoes...obrigado ribeiro, loester e saraiva.
 
mario cardoso em 22/11/2011 06:14:57
Não adianta criar leis, se elas não vão ser cumpridas ou fiscalizadas, já temos lei de todo o tipo, se o governo as cumprisse no papel e realmente cobrasse do cidadão, não teriamos tantos acidentes, mortes, crimes bárbaros como temos, as leis estão aí, o problemas é que ninguem as faz cumprir.
 
MAXIMILIANO NAHAS em 22/11/2011 06:09:37
CONTRA!
Acho que exitem coisas muito mais importantes a ser visto com saúde, educação, entre outras, acho que o hábido das pessoas de campo grande é, aos finais de semana e feriados se dirigir a praças, avenidas "de encontro" para tomar tereré e também quelas pessoas que gostam de tomar a sua cervejinha.

Deve-se haver um controle em relação a lei seca e as badernas (controle e não proibição!)
 
marcelo barbosa em 22/11/2011 06:05:53
Gostaria que fossem mais claros, não pode beber em conveniência? E em bar? Lanchonete? Treiller? Podem esclarecer melhor?
 
Marlene Pereira em 22/11/2011 05:56:04

Tão querendo reinventar a roda??/ estas leis ja existem basta somente aplica-las e fiscaliza-las.......edis vcs tão querendo é midia não é não

 
valdeci ramos em 22/11/2011 05:55:41
Por que nossos vereadores não vão atuar na Saúde, na Educação, na Segurança (que é competência estadual); cumprir suas promessas como melhoria da infraestrutura da cidade, como o asfalto, transporte, meio ambiente? Caros Edis, deixem o povo se divertir. São tão poucas as oportunidades e espaços para isso, e agora querem limitar ainda mais?

 
JAIRO SILVA 28 ANOS em 22/11/2011 05:51:48
Estão proibindo o cidadão de bem de tudo ! Não pode beber uma cervejinha socialmente, mas o delinquente que mata um no trânsito está cheio de indultos e regalias e sequer fica preso. A tarifa de ônibus o cidadão é obrigado a utilizar um cartão, e nem celular pode mais usar no banco. E nosso políticos garante a soltura rápida, com sua leis, de todos o marginais. Olha o Natal !!!! Indultos chegando

 
JANETE LIMA em 22/11/2011 05:50:48
Parabens para veredores que votaram a favor principalmente quem criou, e os que votaram contra esta na minha lista. Espero seje para valer, principalmente em posto de gasolina, e esquina de quadra (av. M.Grosso final de semana e horrivel abastecer ate de passar caminhando). Fica meu protesto aos governantes e autoridades responsáveis.
 
Aparecida da Silva em 22/11/2011 05:49:36
Campo Grande esta virando uma cidade, de velhos onde não se tem mais onde ir, onde você fique a vontade, av afonso pena se tornou um caos aos finais de semana , já que se sabe que todos os finais de semana acontecem as blitz , somente lá, tem que ter policiamento? a policia militar coloca um monte de carros com giroflex ligado (tipo avisando não vem não que estamos aqui) os bandidos veem de longe.
 
Leonardo Cardozo em 22/11/2011 05:46:51
Não sou boemio vou a qualquer balada, mas fico de queixo caido ao ver nossos parlamentares criando leis para impedir o cidadão de exercer seus direitos, porque não criam leis p/ proibir as pessos que morrem nas macas de hospitais sem atendimento, crie atendimento a menores carentes, amparo aos idosos. Só que isso não aparecem na midia e eles estão muitos preocupados em suas promoções .
 
porfirio vilela em 22/11/2011 05:34:44
Mais uma lei que nao vai dar em nada. Ja existem inumeras leis e não cumpridas. Lei do silêncio, lei seca... o que falta e fiscalização. Fico pensando, o que fazer agora quando realizarem a festa junina da prefeitura, a expogrande, as festas de fim de ano... estao engessando os direitos de ir e vir. O que precisam e trabalhar educaçáo, mudar a legislação, punir os que cometem erros... :(
 
Ronilço Oliveira em 22/11/2011 05:30:20
Acho que deveria aumentar o policiamento nos bares e em festas públicas e não proibir o consumo. Não é justo todos pagarem por baderna em alguns pontos da nossa cidade!!! Muitos problemas mais importantes existem em nossa cidade e nada é feito!!! Será que os novos vereadores também irão perder tempo criando este tipo de lei inútil?
 
José Renato Godoy em 22/11/2011 05:30:20
Achei ótima a aprovação do projeto. Talvez desta forma diminua a quantidade de arruaceiros em conveniências na madrugada, sem dizer em muitos outros pontos positivos relacionados ao consumo desenfreado de álcool.
 
Clayton Godoy em 22/11/2011 05:26:34
Essa lei veio em boa hora, pois os locais públicos com aglomeração de pessoas alcoolizadas e som alto devem ser acabadas de vez em benefício da sociedade. O que estava acontecendo em frente aos postos de combustíveis e conveniências era total libertinagem, infelizmente, muitos confundem com a liberdade. Lembrando que NÃO existe liberdade absoluta, e sim, liberdade relativa.
 
Lais Oliveira em 22/11/2011 05:24:16
Não basta somente criar a Lei e cair no esquecimento, cabe a população que mora nos arredores de postos de ccombustiveis e estas "conveniencias" onde acontece verdadeiras urgias com consumo de drogas e bebidas alcoolicas, fiscalizar e denunciar no 190 para ver se a lei vai ser aplicada na prática. Pois tive o desprazer de morar próximo de conveniencia e sei muito bem como é deitar e não conseguir
 
Lorival Correa em 22/11/2011 05:21:54
Mais uma lei inutil, leis ja existem, apenas não são cumpridas, tanta coisa boa que Paulo Siufi e cia poderia fazer de bom por nossa cidade. E gastam nosso tempo e dinheiro criando leis inuteis, inuteis, prq lei que controla este tipo de abuso ja existe, não sou a favor da algazarra, sou apenas contra o trabalho mentiroso.
 
Fernando Paulo em 22/11/2011 05:17:39
Que beleza heim!!!Finalmente eu vou poder abastecer meu carro tranquilo,e ir à uma conveniencia sem correr o risco de levar um tiro ou coisa parecida.Tava na hora de acabar com essa palhaçada.Quem quer BEBER que vá pro buteco e não pro posto combustiveis.
 
Cauê Fava em 22/11/2011 05:10:20
Aí, quem sabe, o Brasil deixará de ser o único país do mundo no qual existem leis que "não pegam". E em que se lamenta as leis e as doenças que "pegam".

 
osvaldo pimenta de abreu em 22/11/2011 05:04:05

A elaboração de leis não deve ser feita de forma apressada, sem aprofundamento da discussão sobre a matéria a ser regulada, atendendo apenas a reclamos imediatos ou para cooptar a atenção momentaneamente da mídia. O Poder Judiciário necessita é de uma grande revolução. Aí, quem sabe, o Brasil deixará de ser o país no qual existem leis que "não pegam".,......
 
osvaldo Pimenta de Abreu em 22/11/2011 05:03:05
Pronto agora so falta a lei que poibe o cidadao de sair de casa, de comprar cerveja, de ouvir musica, entre outras que acabem com a liberdade das pessoas.Parabens vereador Paulo Siufi!
 
cesar benites junior em 22/11/2011 04:55:01
nao vi mudança alguma pois as bagunças existem por conta dos comercios sendo assim o dono liga para o 190 e passa o problema que é dele para outros e eles ficam livre das possiveis perdas de seus alvaras, a bagunça vai continuar populaçao que não se iluda.
 
claudinei braz em 22/11/2011 04:52:48
Há muito conhecemos na Pindorama a história de que existem leis que “pegam” e leis que “não pegam”. Proponho um acréscimo a essas categorias: a das leis inúteis.

Leis inúteis porque realmente não servem para nada. E que, infelizmente, refletem a realidade de quem não tem o que fazer, além das pirotécnicas, é claro.
 
osvaldo pimenta de abreu em 22/11/2011 04:52:07
Parabéns senhores veriadores pela atitude ! Agora pecisamos que as autoridades continuem fiscalizando e repreendendo os infratores! Nao adinte este papo de educaçao isso e conversa fiada tem que punir no bolso e com trabalho comunitario!

SR: PREFEITO NAO VETE ESSA LEI POR FAVOR !
 
necime la peres em 22/11/2011 04:35:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions