ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 23º

Política

Câmara renova isenção de 5% para o Consórcio Guaicurus

Cinco vereadores votaram contra, alegando que o dinheiro do imposto poderia ser usado em melhorias

Por Mayara Bueno e Danielle Valentim | 13/12/2018 13:14
Vereadores discutem no plenário da Câmara Municipal de Campo Grande durante sessão. (Foto: Marina Pacheco/Arquivo).
Vereadores discutem no plenário da Câmara Municipal de Campo Grande durante sessão. (Foto: Marina Pacheco/Arquivo).

A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou nesta quinta-feira (dia 13) a prorrogação da isenção de 5% de ISSQN (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) para o Consórcio Guaicurus, empresa responsável pelo transporte coletivo na Capital.

A medida já é válida, mas todo ano renovada. Apesar da aprovação, cinco vereadores foram contra, justificando que o dinheiro que a empresa deixa de pagar em impostos poderia ser revertida na reforma dos terminais, por exemplo.

Os votos contrários foram de Valdir Gomes (PP), André Salineiro (PSDB), Loester Nunes (MDB), Vinicius Siqueira (DEM) e Epaminondas Vicente Silva Neto (SD).

Já quem votou à favor usa a justificativa de não fazer com que o passe de ônibus, hoje em R$ 3,95, pese ainda mais no bolso do usuário de transporte coletivo. Se o Consórcio Guaicurus pagar ISS, pelo menos R$ 0,25 centavos seriam acrescidos à passagem, afirmaram os parlamentares.

Segundo Siqueira, a Prefeitura deixa de arrecadar R$ 1 milhão por ao ano ao isentar a empresa. Ele também afirma que o faturamento dela chega a R$ 5 bilhões por ano e o lucro em 20 anos chegou a 12% do total.