A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Março de 2019

22/01/2019 15:02

Câmara vai pagar R$ 1,2 milhão para transmissão de sessões e reuniões

Resultado de licitação foi divulgada no Diário Oficial da Casa de Leis desta terça-feira (dia 22)

Mayara Bueno
Entrada da Câmara Municipal de Campo Grande.(Foto: Divulgação/Câmara Municipal).Entrada da Câmara Municipal de Campo Grande.(Foto: Divulgação/Câmara Municipal).

A Câmara Municipal de Campo Grande vai pagar R$ 1,2 milhão para transmissão dos trabalhos promovidos pela Casa de Leis, como sessões e audiências públicas. Na edição do Diário Oficial da Casa de Leis desta terça-feira (dia 22), foi publicada a licitação cuja vencedora foi a empresa Macro Vídeo Ltda.

Conforme o documento, o objeto da contratação é “locação de equipamentos e prestação de serviços, com fornecimento de mão de obra especializada, para instalação e operacionalização de sistema técnico operacional de transmissão, para captação, produção, finalização, armazenamento e publicação de vídeos dos trabalhos realizados”.

O valor total oferecido pela empresa vencedora foi de R$ 1.279.999,80. A reportagem tentou contato com o presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), para detalhar o serviço, mas as ligações não foram atendidas.

Segundo a assessoria da Casa de Leis, o novo contrato trata-se de uma ampliação dos serviços, prevendo substituição de equipamentos, ilha de edição e estrutura de transmissão no próprio prédio. Até então, o serviço, promovido pela mesma empresa, ocorria com profissionais dentro de uma van montada para transmissão. 

Outra novidade é que todos os trabalhos poderão ser divulgados e, anteriormente, somente sessões ordinárias e extraordinárias na página do Facebook. Além disso, as reuniões poderão ser divulgadas nas páginas do Facebook e Youtube, simultaneamente. 

Estudo - Em meados de 2017, quando criou versão própria do Diário Oficial, a Câmara Municipal também levantou a possibilidade de ter uma TV, a exemplo do que ocorre com a Assembleia Legislativa de MS, além da Câmara Federal e Senado.

O documento divulgado hoje não abrange a criação de um canal, por exemplo. Contudo, ainda segundo a assessoria, a Câmara estuda a ideia e está em conversas com a Assembleia Legislativa para aderir ao seu sistema. O objetivo é ampliar os meios de acesso aos trabalhos dos vereadores por parte da população.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions