A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

04/08/2011 08:02

Comissão aprova adicional de periculosidade para PMs e bombeiros

Edmir Conceição

Terá direito ao benefício o militar que comandar ou exercer funções consideradas perigosas, como patrulhamento ostensivo e transporte de presos

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira projeto que cria cria adicional de periculosidade de 30% sobre a remuneração para policiais e bombeiros militares dos estados e do Distrito Federal.

Conforme a proposta, terá direito ao benefício o militar que comandar ou exercer, durante pelo menos 25% de sua jornada de trabalho, funções consideradas perigosas, como patrulhamento ostensivo, transporte de presos e combate a incêndio, entre outras.

Licenças - Durante os afastamentos legais de até 30 dias e naqueles decorrentes de acidente em serviço ou doença contraída no exercício da função, os militares continuarão a receber o adicional.

Também receberão o benefício os profissionais, em treinamento, que executarem ações com tiros, explosivos ou inflamáveis. A proposta altera o Decreto-Lei 667/69, que trata da organização de policiais e bombeiros militares nos estados e no Distrito Federal.

(Com informações da Agência Câmara)

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...


Por sermos profissionais "diferenciados" , a segurança pública fugiu da mira dos governantes e por sermos estatutários sempre nos tiram muitos direitos trabalhistas que outras profissões já possuem a muito tempo. Chegou a hora de ganhar-mos pelos labores do nosso suor e da garbosa atividade
 
alizardo corrêa táceo em 05/08/2011 10:55:13
Na verdade esse adicional deveria fazer parte do pagamento dos PMs há muito tempo.É impressionante o pouco caso que os governantes fazem com os profissionais da segurança.Sem contar os deputados de MS, que nada fazem pela valorização dos praças...
 
maurício gomes ferreira em 04/08/2011 07:24:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions