A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

01/01/2011 11:48

Confira na íntegra o discurso de posse do governador André Puccinelli

Marta Ferreira

Há quatro anos, aqui estivemos para anunciar ao povo deste grande Estado que iríamos governar inspirados na frase de madre Tereza de Calcutá, que disse: “coração nas mãos, irmãos”.

Na prática, esta afirmação significava o fim do tempo de chorar diante dos problemas e o começo da construção das soluções, através da difícil e árdua arte do trabalho.

Assumimos um Estado com uma administração cabisbaixa, encolhido pelo peso de um déficit mensal crônico em suas contas e, por isso mesmo, incapaz de planejar o dia seguinte.

Mato Grosso do Sul vivia uma perversa realidade: não tinha projetos, muito menos expectativa de futuro. Há que se lembrar que no PAC, no dia primeiro de janeiro de 2007, não tínhamos um projeto

Estavam bem diante de nós os dois maiores desafios de governar:

. trazer de volta a responsabilidade fiscal às contas públicas,

. e olhar para a frente, gerando esperança, criando as condições para alcançar nosso lugar no horizonte do futuro.

Um marco do cumprimento da primeira missão aconteceu em outubro de 2009, quando lançamos as Ações para o Desenvolvimento MS FORTE, um conjunto de investimentos de 3 bilhões de reais, 80% oriundos de fontes próprias ou viabilizados pela retomada da capacidade de pagamento do Governo do Estado.

Hoje, Mato Grosso do Sul tem caminhos para o futuro, sinalizados pelos Projetos Estratégicos de Desenvolvimento.

São nove grandes empreendimentos infraestruturais que preparam o Estado para interiorizar a industrialização e crescer sem parar nos próximos 30 anos, pelo menos.

Pela magnitude, pelo aporte de recursos e pela importância regional e nacional, os projetos estratégicos envolvem parceria concreta entre o poder público estadual e federal, assim como a presença ativa dos municípios e da iniciativa privada.

Dos nove projetos, temos quatro em execução, três em fase de projeto executivo e dois ainda dependendo de viabilização.

Estão em execução mais de 1.500 quilômetros de linhas de transmissão de energia elétrica de 230 KV, que resolvem um dos mais antigos entraves ao nosso crescimento econômico: a deficiência energética.

Dois grandes eixos de integração rodoviária estão em obras: a pavimentação da BR-359, que rasga um enorme vazio no noroeste do Estado, e a Sul-Fronteira, que cria oportunidade de transformação econômica da fronteira com o Paraguai, entre Ponta Porã e Mundo Novo.

No centro da modernização da plataforma logística, está o Terminal Intermodal de Cargas de Campo Grande. Esta obra foi planejada em nossa gestão de prefeito e hoje a Prefeitura da Capital a está executando.

Consolida e amplia a intermodalidade do Terminal a construção do novo aeroporto internacional de Campo Grande, obra do Infraero para a qual o Governo do Estado já doou 1.381 hectares de área contígua ao atual complexo aeroportuário.

Mato Grosso do Sul diversifica seus modais de transporte com a implantação de duas ferrovias, em fase de projeto executivo para construção:

. a Ferroeste, que liga a região produtora de Maracaju/Dourados a Mundo Novo, e daí ao Porto de Paranaguá, passando por Cascavel.

. e a Ferrovia, projetada pela Valec, que corta o Estado da fronteira com São Paulo até Porto Murtinho, criando uma segunda saída para nossos produtos através de Santos.

Vamos continuar lutando para viabilizar a pavimentação da BR-040, entre Campo Grande e São Paulo e incentivando a produção de etanol até 6 bilhões de litros, volume que tornará viável a exportação através do poliduto Campo Grande/Paranaguá.

Senhor Presidente, Senhores Deputados!

Na inauguração desta nova etapa de trabalho, tomamos posse no segundo mandato de governador do Estado de Mato Grosso do Sul atentos à renovação da responsabilidade, mas com a serena consciência do dever cumprido.

Cumprimos todas as metas estabelecidas. E mais: as análises técnicas e os dados financeiros indicam que em todas as áreas da administração estadual, conseguimos fazer mais em quatro anos do que foi realizado nos oito anos anteriores a nossa gestão.

Os frutos desse esforço estão espalhados pelo Estado.

. são mais de 40 mil novas casas populares que levam dignidade para as pessoas;

. 100 mil famílias atendidas pelos programas sociais;

. construção de 1.600 quilômetros de redes de distribuição de água e coleta de esgoto;

. contratação de 2.215 policiais e mais de 1.000 viaturas 0 km para a segurança;

. entrega de 4 hospitais regionais, com recursos próprios, e evolução na educação, com os uniformes, kits de material escolar e professores valorizados. É o segundo na atualidade, o segundo melhor piso salarial da nação.

Enfim, poderíamos mencionar diversos resultados e indicadores, mas fizemos questão de enumerar um a um os projetos estratégicos.

É para afirmar a Mato Grosso do Sul que, independente do resultado das urnas, honramos o nosso compromisso com as futuras gerações, plantando sementes que hão de produzir frutos - e frutos que permaneçam - para além do nosso tempo.

Agora, é hora de continuarmos sonhando juntos e olhando para frente.

Sonhar é projetar as nossas aspirações, definindo a exata medida de volume de energia, potencial e capacidade que estamos dispostos a colocar em prática em nossas vidas.

Muito mais do que uma ambição ou ilusão é um gesto concreto de vontade, uma escolha que fazemos na direção de nossos objetivos.

E a nossa escolha é pelo melhor, pelo mais desafiador. É andar pelo caminho desejável apontado pela população nas últimas eleições.

A prática pode nos levar a corrigir alguns rumos, mas a nossa escolha está determinada pelo Plano 15 que foi apresentado e discutido com a sociedade de todos os municípios.

É tempo de continuar.

1 – Já realizamos a primeira etapa do Zoneamento Ecológico Econômico. Agora vamos promover o desenvolvimento econômico e social de forma equilibrada, gerando empregos sem causar danos ao meio ambiente.

2 – Nunca se investiu tanto em equipamentos e recursos humanos para a segurança pública. Agora, vamos reduzir a criminalidade e a violência com o trabalho integrado de todas as forças da segurança pública. Proteger as famílias é absolutamente essencial.

3 – O ensino vai continuar avançando na formação da juventude com a ampliação das Escolas Profissionalizantes, abertura de novas escolas de período integral e valorização dos professores.

4 – Aumentamos os repasses para a saúde, concluímos, equipamos e colocamos para funcionar os hospitais regionais. Junto com as prefeituras, vamos dinamizar os atendimentos de emergência do Samu, implantar Centros Regionais de Especialidades e continuar executando o maior programa de saneamento básico da história deste Estado.

5 – Na área habitacional, vamos garantir casa própria e dignidade para mais 50 mil famílias.

6 – O investimento social continuará sendo prioridade com o combate à pobreza, à discriminação e à desigualdade, juntamente com a geração de renda e qualificação profissional.

7 – Com apoio da bancada federal, vamos trabalhar para concluir os projetos estratégicos de desenvolvimento que contribuem para a expansão do processo industrial e geração de empregos em todas as regiões do Estado.

8 – Vamos manter e ampliar os incentivos fiscais que têm atraído empresas, gerado empregos e diversificado a matriz econômica do Estado. Fábricas de papel e celulose, siderúrgicas produtoras de aço e fábrica de fertilizantes indicam que este é o rumo certo.

9 – Vamos continuar incentivando a produção com a adoção de modernas tecnologias, elevando os índices de produtividade no âmbito do agronegócio e demais atividades econômicas.

10 – É nosso compromisso qualificar as políticas de incentivos às pequenas e microempresas e à agricultura familiar.

11 – Vamos aprimorar as políticas de qualificação dos nossos trabalhadores, criar ambiente de inovação e criar polos tecnológicos estaduais.

12 – A construção do Aquário do Pantanal, a pavimentação da rodovia Bonito-Bodoquena e a chegada do Trem do Pantanal a Corumbá vão cooperar para consolidarmos a condição de Mato Grosso do Sul como destino turístico preferencial nos cenários nacional e internacional.

13 - Para melhor qualificação e atendimento aos cidadãos, vamos promover a valorização profissional dos servidores estaduais, elevando os níveis de eficiência do serviço público.

14 – Planejamos asfaltar, além do que estão sendo feitos, mais 1.000 quilômetros de rodovias, garantindo apoio aos setores produtivos. Além das novas ferrovias, vamos persistir na luta pela revitalização dos trechos já existentes no Estado.

15 – Visando preparar nossos atletas para as Olimpíadas de 2016 e fomentar a diversificação das modalidades esportivas, vamos construir o Centro Olímpico, referência do incentivo ao esporte como fonte de vida saudável.

Senhoras e Senhores!

Reafirmamos que o Poder Executivo manterá uma relação construtiva e fraterna com os outros Poderes do Estado, respeitando exemplarmente, como tem feito, sua independência e o exercício das funções constitucionais de cada um.

Nós esperamos continuar contando com a contribuição da Assembleia Legislativa no debate criterioso e na aprovação das leis que aprimoram as relações entre o Estado e a sociedade.

O caminho da política exige compreensão e espírito público. Nós, que temos responsabilidades com a população, temos que abrir mão da individualidade para buscar a sintonia e harmonização dos interesses coletivos.

Governar, muitas vezes, exige coragem para tomar decisões difíceis com convicção.

Governar, muitas vezes, impõe o confronto áspero de ideias porque buscamos integração entre o racional e o emocional, o pensar e o fazer, o planejamento e a ação.

Governar, muitas vezes, exige pressa, ousadia, determinação e uma obsessiva persistência de crer que sempre é possível fazer melhor, mais rápido e, principalmente, mais barato.

Nem sempre se consegue governar com o coração leve, por causa do desencanto de não poder responder a todas as necessidades.

O cobertor é sempre curto: temos que fazer o máximo com exíguos recursos.

Por isso nós vamos continuar elegendo prioridades, visando sempre fazer o melhor com os recursos e o tempo disponíveis.

Atrair novos investimentos e diversificar a matriz econômica para gerar empregos: esta é a grande, principal e mais importante das metas.

Aumentar a força de trabalho, implantar a economia de escala, introduzir novas tecnologias e processos gerenciais eficientes ...este é o Mato Grosso do Sul que tornará rotina bater recorde de geração de empregos, como aconteceu ano passado.

Vamos transpor o desafio do desenvolvimento humano, investindo na capacitação de nosso maior patrimônio – as pessoas.

Nosso povo não precisa de caridade. Há milhares de homens e mulheres com talento, competência e vontade de trabalhar.

Nosso dever é gerar ambiente favorável para esta gente valorosa fazer acontecer.

Mato Grosso do Sul é uma terra abençoada por exclusivas vantagens competitivas.

Temos uma natureza vibrante, terras planas a perder de vista e um povo cheio de energia, força, criatividade e alegria.

Sou um otimista.

Vejo em cada desafio uma oportunidade, porque o sucesso da economia deste Estado depende muito mais da cultura inconformada e empreendedora das pessoas que aqui vivem do que das estratégias governamentais.

É o milagre do trabalho e da inovação que vai fazer nosso PIB crescer 150% em oito anos, passando dos 24 bilhões herdados para mais de 60 bilhões em 2014.

É através da democratização das oportunidades e da crença no potencial dos cidadãos que nós vamos libertar “os prisioneiros da esperança”, cuja cidadania está sempre no futuro.

Não vamos mais procurar o futuro nas dobras do tempo que se chama amanhã.

O poder e a vontade de fazer estão dentro de cada um de nós.

Juntemos nossas mãos, almas e corações e vamos dar o melhor de nós na construção da ponte para o amanhã.

Esta é a melhor hora. É hoje que o nosso melhor trabalho será feito.

2011 é o tempo de esquecer das coisas que para trás ficaram e avançar para as que estão diante de nós.

Com fé em Deus e participação de todos, chegou a hora de anunciar a Mato Grosso do Sul que o futuro chegou.

Um Feliz e Abençoado Ano Novo para todos!



Grande trabalhador! Assim vejo Dr. André a quem conheço desde início dos anos 80. Tem garra, coragem, é dinâmico e empreendedor. Mato Grosso do Sul tem outra cara após seu primeiro mandato. Parabéns ao Dr André mas, parabéns principalmente ao povo de MS, por tê-lo como governador. Obrigada.
 
sonia giraldelli em 03/01/2011 02:03:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions