A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

10/03/2016 08:30

CPI do Genocídio ouve coordenador da saúde indígena em MS

Leonardo Rocha
CPI do Genocídio realiza reunião nesta quinta-feira, na Assembleia LegislativaCPI do Genocídio realiza reunião nesta quinta-feira, na Assembleia Legislativa

A CPI do Genocídio irá ouvir os depoimentos do coordenador do DSEI (Distritos Sanitários Especiais Indígenas), Hilário da Silva, órgão que cuida da saúde dos indígenas no Estado, assim como Silvana Dias de Souza, subsecretária de Políticas Públicas para a População Indígena, vinculado ao governo estadual. A reunião vai ocorrer nesta tarde (10), a partir das 14h.

A reunião que ocorre no plenário da Assembleia Legislativa, será aberta ao público já que os convocados para depor não pediram sigilo. A intenção é fazer um levantamento sobre a situação dos indígenas em Mato Grosso do Sul, assim como buscar dados sobre os programas desenvolvidos para este público.

A comissão parlamentar investiga se houve omissão do Estado em casos de violência praticados contra os povos indígenas, do ano 2000 até 2015. A intenção é descobrir porque muitos casos não foram elucidados pelas autoridades competentes, buscando as devidas justificativas. O presidente da CPI, o deputado João Grandão (PT), ressaltou que não vai exigir dados ou informações sigilosas, que podem atrapalhar os processos em andamento.

A CPI começou como uma resposta à investigação contra o Cimi (Conselho Missionário Indigenista), a pedido de lideranças indígenas e de movimentos sociais. Ela já conseguiu ouvir representantes da Polícia Civil, Militar e do MPE (Ministério Público Estadual), que entregaram relatórios sobre os crimes praticados contra indígenas. Eles negaram qualquer omissão nas investigações.

PMDB retoma processo para mudar nome e voltar a se chamar MDB
A direção do PMDB retomou um processo interno para mudar o nome da legenda para MDB (Movimento Democrático Brasileiro), abandonando a denominação de ...
Reinaldo diz que corte de gastos do Governo Federal é preocupante
O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), admitiu, nesta quarta-feira, 16, preocupação sobre os reflexos do pacote de medidas do ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions