A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017

04/07/2017 11:10

CPI do Táxi vai convocar 15 donos de alvarás para prestarem depoimento

Intenção é saber como foi o processo de doação das licenças

Mayara Bueno e Richelieu de Carlo
Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: André Bittar/Arquivo).Câmara Municipal de Campo Grande. (Foto: André Bittar/Arquivo).

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Táxi na Câmara Municipal de Campo Grande vai intimar 15 donos de alvarás do serviço para prestar esclarecimentos à investigação. Os nomes não foram revelados pelo presidente do grupo, vereador Vinicius Siqueira (DEM).

Atualmente, a Comissão Parlamentar analisa documentos recebidos pela Agetran (Agência Municipal de Trânsito) e esta é a primeira intimação de pessoas para depor. Cronograma de oitivas, nem demais detalhes da convocação foram organizados.

Conforme o parlamentar, serão chamadas pessoas jurídicas, aquelas empresas que concentram diversas licenças. “Que não nasceram com estes alvarás, ou seja, foram adquiridos através de doação. A gente quer saber como foram estas doações”.

Uma das pessoas que será intimada tem, segundo Vinicius, 27 permissões de táxi e sua esposa 15. A princípio, as oitivas devem ocorrer às segundas, quartas e sextas-feiras.

A comissão pretende ouvir quem recebeu os alvarás originários e fez doação, com o intuito de saber se houve transferência de forma gratuita ou se venderam as licenças, o que, por regra, seria irregular.

Criada em 27 de abril deste ano, o prazo legal para a condução dos trabalhos da CPI é de 90 dias, prorrogáveis por mais 90.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions