A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

12/08/2013 08:36

Delcídio diz que Dilma "errou" na reforma política e Mais Médicos

Leonardo Rocha
Senador diz que Dilma errou na condução de programas e na articulação da reforma política (Foto: Divulgação)Senador diz que Dilma errou na condução de programas e na articulação da reforma política (Foto: Divulgação)

O senador Delcídio do Amaral (PT) afirmou que a presidente Dilma Rousseff (PT) acertou ao identificar os principais problemas que estavam atrasando o país, no entanto "errou" na implementação dos programas para corrigir os defeitos. O senador destacou que faltou diálogo e articulação da presidente com os parlamentares e com a classe médica.

“A presidente deveria ter conversado com os deputados e senadores sobre a reforma política e discutido com calma o programa Mais Médico com os profissionais, houve precipitação nas ações, ela errou neste sentido”, destacou Delcídio, durante entrevista ao programa de rádio Tribuna Livre.

Segundo ele, a classe médica não admitiu que os profissionais fossem “obrigados” a trabalhar dois anos no SUS (Sistema Único de Saúde). “Não deveria ter tido esta imposição, tanto que ela vai voltar atrás, faltou tranquilidade para decidir”, ponderou.

O senador ressaltou que, apesar de fazer parte da base de sustentação do governo, não vai hesitar em se posicionar contra se não concordar com a proposta. “Minha postura sempre foi assim, sou independente para avaliar os projetos e programas”, frisou.

Reforma política – Delcídio lamentou que Dilma não tivesse buscado uma articulação com o Congresso Nacional, ao invés de propor primeiro uma assembleia constituinte e depois a realização de um plebiscito. “Ela teve uma reação aos protestos, mas não soube conduzir o processo, a oposição ao invés de apresentar um projeto, apenas ficou surfando nas críticas, hoje a Dilma voltou a crescer e a oposição a descer”.

O senador ainda ponderou que a presidente “herdou” problemas vitais da população que vem de centenas de anos atrás, mas que incidiram em uma revolta da população neste momento. “A situação da saúde pública, segurança, educação são questões que devem ser resolvidas em longo prazo, mas ao invés de reclamar a presidente foi atrás de soluções”, destacou ele.



Respeito a posição do Senador, porém discordo, "longo prazo" é algo que a sociedade não aceita mais. Já se vão 23 anos com a nova constituição e as reformas necessárias estão emperradas. A presidente tentou acordar o congresso más parece que não surtiu efeito.
 
MANOEL BELO em 12/08/2013 11:27:34
A presidente foi (se é que foi, pois reforma política não era o motivo dos protestos - a reforma tributária sim) atrás de soluções porque ficou encurralada. Até o Lula se escafedeu. E você, Delcídio, ficou quietinho esse tempo todo. Só resolveu dar as caras novamente agora. Não me venha com essa de "trabalhar em silêncio". Não há político que trabalhe em silêncio.
 
Osmar Felinto em 12/08/2013 11:25:53
Nada mudará usando a politicagem. É médico administrando segurança pública e policia administrando medicina. Capataz de fazenda dirigindo autarquias. Nunca vai funcionar assim. O Estado de modo geral não quer resolver e os políticos trabalham para que nunca resolvam nada, só remende provisoriamente. Nós temos que se negar a eleger alguém, até que mude tudo.
 
luiz alves em 12/08/2013 10:25:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions