A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/03/2009 18:59

Delcídio prevê problemas a Lula com cortes no Orçamento

Redação

O senador Delcídio Amaral (PT) disse que se o Orçamento Geral da União realmente receber um corte de aproximadamente R$ 45 bilhões, o presidente Lula terá muito problema para administrar a Câmara e o Senado em um ano pré-eleitoral. A previsão é pressentida, já que muitas emendas individuais de deputados e senadores poderão ser derrubadas.

Conforme informações do portal O Estadão, um ministro até arriscou que o dia de amanhã 'será uma sexta-feira negra'. Tudo porque para ajustar a programação de gastos à queda de arrecadação federal, o corte é quase certo.

Pela primeira vez o governo federal poderá baixar a meta de superávit primário (economia de recursos públicos para pagar juros da dívida) em pelo menos 0,5% do PIB (Produto Interno Bruto). Sem contar as despesas que deverão ser cortadas.

O clima amanhã será 'sanguinolento', conforme preveem ministros e parlamentares que participaram de reuniões com a equipe econômica. Mais um ponto favorável a todo esse clima de tensão pode ser comemorado: investimentos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) serão mantidos, fazendo com que a tesoura recaia sobre os investimentos propostos por intermédio de emendas parlamentares à lei orçamentária.

Uma saída, de acordo com técnicos, é de que o desgaste político para reequilibrar as contas públicas seria menor se o governo suspendesse os reajustes salariais do funcionalismo, uma vez que os aumentos, somados aos encargos, provocarão crescimento de R$ 29 bilhões nas despesas correntes de 2009 e de R$ 39 bilhões em 2010.

Consequências dessa medida às vésperas das eleições presidenciais, no entanto, são duvidosas, de acordo com O Estadão.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions