A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

31/10/2013 12:35

Demissão de supersecretário é uma vergonha para Capital, dizem vereadores

Bruno Chaves e Kleber Clajus
Para Saraiva, situação é vergonhosa (Foto: Kleber Clajus)Para Saraiva, situação é vergonhosa (Foto: Kleber Clajus)

A demissão de Gustavo Freire, assinada pelo ministro da Fazenda Guido Mantega e publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (31), repercutiu negativamente na Câmara Municipal. Para os vereadores, essa é mais uma “vergonha” para Campo Grande.

Freire era considerado supersecretário do prefeito Alcides Bernal (PP) por ser titular das pastas de Receita e de Governo. Ele era funcionário do Ministério da Fazenda e estava cedido para a Prefeitura da Capital.

“Isso envergonha a cidade”, disse o vereador Airton Saraiva (DEM). Para o parlamentar, a demissão de um secretário municipal se torna uma história triste. “O caso estourou no fim do ano e não foi por falta de aviso que tinha problema”, revelou.

Saraiva ainda opinou dizendo, com relação a ligação de Bernal e Freire, “diga-me com quem andas que te direi quem és”.

Já a vereadora Carla Stephanini (PMDB) lembrou que o prefeito de Campo Grande trabalha com uma equipe incompleta. “Era suspeito o ato de nomeação de Freire. Ele esteve hoje aqui na Câmara para tratar da tarifa do ônibus e o recebemos com cortesia. Mas, naquele momento, ele era demitido pelo ministro”, falou.

Carla ainda argumentou dizendo que é preocupante uma demissão por improbidade administrativa. “É essa a representatividade que estamos tendo para nossas finanças e receitas?”, questionou.

O peemedebista Paulo Siufi lembrou da Lei da Ficha Limpa – proposta por ele e pela vereadora Luiza Ribeiro (PPS) e aprovada no Legislativo Municipal – e disse que ela serve para todos os funcionários públicos. “Ele estava sentada muito tranquilão aqui”, notou.

Siufi também solicitou a mesa um envio de ofício ao Executivo Municipal cobrando o cumprimento da Lei da Ficha Limpa com relação a Freire.

Em defesa de Freire, o líder do prefeito Alex do PT disse que é necessário presumir sempre inocência. “Não é isso que vai desestabilizar nosso governo. O caso dele merece nova análise e agora tem fato concreto”, argumentou.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


Se tem moral nao sei elena mara, agora que falaram a verdade, nao "mal", falaram.
 
francisco guimaraes em 31/10/2013 17:13:41
Como são engraçadinhos esses vereadores!!! Será que eles têm moral para falar mal do que foi demitido?
 
Elena Mara em 31/10/2013 13:39:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions