A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

31/08/2011 21:15

Deputado quer municípios de MS em programa de incentivo ao turismo

Edmir Conceição*
Geraldo Resende na tribuna da Câmara. (Foto: Gustavo Lima/Agência Câmara)Geraldo Resende na tribuna da Câmara. (Foto: Gustavo Lima/Agência Câmara)

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB-MS) quer incluir municípios sul-mato-grossenses da região de fronteira no Programa Turismo de Fronteiras (Frontur), do Ministério do Turismo. Para tanto, nos próximos dias, vai entrar em contato com municípios fronteiriços para articular a elaboração e cadastro de projetos que possam utilizar os recursos consignados no Programa.

“O objetivo do Frontur é fortalecer o turismo de curta distância e desenvolver essa atividade entre o Brasil e os países fronteiriços e, com isso, incentivar o desenvolvimento econômico, social e cultural dessa região. No nosso caso, do Brasil e do Paraguai”, salienta o deputado Geraldo Resende.

A portaria que criou o Frontur foi publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (30) e tem como meta incrementar o fluxo de turistas entre os países vizinhos ao Brasil, auxiliar a preparação dos estados fronteiriços para os megaeventos de 2014 e 2016, fortalecer a formatação de roteiros turísticos integrados e aprimorar os sistemas de informações e de atendimentos dos portões de entrada.

Além disso, o programa propõe o aperfeiçoamento dos mecanismos de coleta e tratamento de dados estatísticos, como o fluxo de turistas entre os países. “Mato Grosso do Sul possui um potencial muito grande para o desenvolvimento do turismo. Além da região de Bonito, Jardim e Bodoquena, há muitas riquezas a serem exploradas turisticamente nos municípios da fronteira”, salienta o deputado Geraldo Resende.

O ministro do turismo, Pedro Novais, afirma a necessidade de dinamizar, ordenar e estimular o fluxo de turistas com os países vizinhos. “A América do Sul é um mercado importante para o turismo brasileiro. O debate de propostas e soluções para eliminar os entraves fronteiriços é fundamental para o desenvolvimento da região”, ressaltou.

Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Santa Catarina estão entre os Estados contemplados pelo programa.

Embora neste semestre, a proposta do Ministério do Turismo seja concentrar as ações do Frontur nos Estados de Mato Grosso, Amazonas, Peru e Amapá, o deputado Geraldo Resende disse que os municípios sul-mato-grossenses já poderão ir elaborando os projetos e regularizando documentos para adiantar a parte técnica e burocrática.

Fronteiras brasileiras O Brasil faz fronteira ao longo de 15,7 mil quilômetros, que compreendem 11 estados do País e 588 municípios. Segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT), 80% do turismo internacional é realizado entre países próximos ou que compartilham limites geográficos.

No Brasil, a entrada de turistas por meio das fronteiras representa 39% do movimento turístico. Na França, mais de 70% dos visitantes são de países fronteiriços, enquanto no México, mais de 80%.

Os viajantes da América do Sul são os que mais apreciam destinos brasileiros: em 2010, foram 2.384.186 visitantes. No mesmo período, os europeus somaram 1.614.864 e os viajantes da América do Norte, 734.998.

(*) Com informações da assessoria de imprensa do deputado e do Portal Brasil



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions