A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

21/07/2009 12:10

Duas semanas depois, Tetila rebate denúncia sobre fraude

Redação

Duas semanas depois da operação Owari, realizada pela PF (Polícia Federal), ter desarticulado um esquema de fraudes que envolvia empresários, servidores públicos e políticos de Dourados, o ex-prefeito Laerte Tetila (PT) rebateu a denúncia de irregularidades na sua gestão.

Em entrevista ao jornal MSTV,da TV Morena, Tetila afirmou que não tem ilegalidade nos contratos entre a prefeitura e o grupo Uemura, que detém um império empresarial na cidade.

"A família Uemura é formada por empresários que concorriam nas licitações. O papel da prefeitura é abrir o edital e as empresas interessadas participam. Algumas concorrências foram ganhas pelos Uemuras, mas está tudo dento da legalidade", justificou.

Durante a operação Owari (ponto final em japonês), a PF prendeu André Tetila, filho do ex-prefeito. Conforme a investigação, André Tetila foi o articulador do arrendamento do hospital Santa Rosa, propriedade do grupo Uemura, para a prefeitura de Dourados em 2007.

A prefeitura arrendou o hospital por R$ 100 mil por mês e transformou o local em Hospital da Mulher. Segundo a PF, após a negociação a organização de Uemura passou a pagar propina de R$ 6 mil por mês a André Tetila.

Sobre o fato do atual prefeito Ari Artuzi (PDT) ter citado que foram apreendidos contratos referentes à gestão do petista, Tetila rebateu que quase metade do secretariado de Artuzi foi presa na operação.

O esquema de fraudes pode ter custado R$ 20 milhões aos cofres públicos nas prefeituras do Sul do Estado.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions