A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Agosto de 2017

28/04/2017 08:54

Durante a greve, Assembleia promove audiência pública sobre as reformas

Leonardo Rocha
Audiência pública vai ocorrer na Assembleia, no período da tarde (Foto: Victor Chileno/ALMS)Audiência pública vai ocorrer na Assembleia, no período da tarde (Foto: Victor Chileno/ALMS)

 Durante a greve de várias categorias, que paralisaram os serviços nesta sexta-feira (28), a Assembleia Legislativa vai realizar uma audiência pública, para debater as reformas da previdência e trabalhista. O evento vai ocorrer no plenário do legislativo, a partir das 14h.

Proposta pelo deputado Amarildo Cruz (PT), o evento deve ter a participação de representantes de centrais sindicais, movimentos sociais e especialistas sobre os temas. A audiência inclusive está prevista dentro do calendário de atividades, planejadas pelo grevistas em Campo Grande.

O autor do evento justifica que o debate é necessário neste momento, para se discutir se estas mudanças propostas nas duas reformas, irão prejudicar os trabalhadores, principalmente, segundo ele, aqueles que possuem renda menor. "Por isso, enquanto pudermos, vamos debater, levar ao conhecimento de toda a população".

Esta não será a primeira audiência sobre o tema na Assembleia, mas a data escolhida foi para coincidir com a greve geral, que estava ocorrendo em todo País, que justamente traz críticas aos projetos da reforma trabalhista e da previdência, que foram propostos pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Os manifestantes inclusive estão planejando uma carreata saindo da área central da cidade, até a Assembleia Legislativa, que fica no Parque dos Poderes. Eles prometem uma concentração no local, até que se inicie a audiência pública no plenário do legislativo.

A Reforma Trabalhista já foi aprovada na Câmara dos Deputados, e agora segue para avaliação no Senado Federal, enquanto que o projeto da previdência social ainda está em discussão na Comissão Especial, aguardando a votação interna, para depois seguir ao plenário.

Juiz Sérgio Moro nega suspensão de segundo interrogatório de Lula
O juiz federal Sérgio Moro negou nesta sexta-feira, 18, o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para adiar seu interrogatório m...
Cármen Lúcia determina que tribunais divulguem salários de magistrados
A ministra Carmen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), assinou nesta sexta (18) uma portaria ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions