ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  18    CAMPO GRANDE 26º

Política

Em edição extra, Câmara convoca Lívio para assumir vaga

Suplente deve comparecer a Casa de Leis no prazo de 30 dias com a cópia do Diploma de Vereador

Por Fernanda Palheta | 14/05/2024 12:33
Lívio durante sessão da Câmara Municipal em 2019, quando era vereador (Foto: Arquivo/Câmara)
Lívio durante sessão da Câmara Municipal em 2019, quando era vereador (Foto: Arquivo/Câmara)

Foi publicada na edição extra do Diário Legislativo da Câmara Municipal de Campo Grande a convocação do suplente Lívio Viana Leite (União Brasil) para assumir a vaga de Cláudio Serra Filho (PSDB).

De acordo com a publicação desta terça-feira (14), o suplente deve comparecer a Casa de Leis no prazo de 30 dias, a partir de hoje com a cópia do Diploma de Vereador, expedido pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), a Declaração de Bens e a Declaração de que não possui incompatibilidades para o exercício do mandato.

Ao Campo Grande News, Lívio adiantou que pedirá afastamento de suas funções como perito no INSS e também médico legista da Sejusp (Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública) para poder voltar para a Câmara.

Lívio assume a vaga que pertencia ao 3º suplente, Claudinho Serra. O tucano foi preso em 3 de abril, na 3ª fase da Operação Tromper, acusado de ser o mentor de um grupo que desviava recursos da Prefeitura de Sidrolândia, quando atuou como secretário de Fazenda na gestão sogra e atual da prefeita Vanda Camilo (PP).

Faltando apenas três sessões para perder o mandato de vereador Claudinho, pediu afastamento por um mês, que conta desde o dia 30 de abril. Ele apresentou atestado médico por estar "psicologicamente abalado". Preso por 23 dias, o vereador contou que viu um homem morrer no presídio, o que o deixou transtornado, por isso a necessidade de tratamento.

Segundo o presidente da Câmara, vereador Carlos Augusto Borges (PSB), Lívio pode ficar no lugar de Claudinho até as eleições. "O vereador pode pedir até 150 dias de licença, não renumerada", disse. O atestado pode ser renovado mês a mês.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.



Nos siga no Google Notícias