A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/08/2016 21:49

Em menos de uma semana, campanha rende 62 denúncias à Justiça Eleitoral

Maior parte das acusações é sobre possível uso irregular das redes sociais e do WhatsApp

Anahi Zurutuza
WhatsApp pode ser usado, mas com cautela (Foto: Fernando Antunes)WhatsApp pode ser usado, mas com cautela (Foto: Fernando Antunes)

Por meio do sistema de Webdenúncia das Eleições 2016, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) já recebeu 62 denúncias de supostas irregularidades nas campanhas para as vagas nas 79 prefeituras e câmaras municipais do Estado. As propagandas por meio das redes sociais e por aplicativos de mensagens instantâneas são as que renderam mais acusações até agora, 19 no total.

Em entrevista nesta semana, o juiz da 36ª Zona Eleitoral, David de Oliveira Gomes Filho, que é o primeiro a analisar as acusações, confirmou que a maior parte delas aponta erros na propaganda feita no mundo virtual e até agora, o Facebook é o principal “vilão”. “Determinei que fossem retiradas do ar duas propagandas patrocinadas feitas no Facebook”, revelou David de Oliveira, sobre as acusações que havia julgado na quinta-feira (18).

O artigo 57-C da Lei das Eleições diz que “na internet, é vedada a veiculação de qualquer tipo de propaganda eleitoral paga”.

Recaem sobre os candidatos de Campo Grande, 21 denúncias, conforme o sistema on-line de estatísticas do TRE. Em segundo lugar, está Ladário – a 419 km da Capital – com cinco possíveis irregularidades a serem apuradas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions