A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/05/2011 10:08

Ex-vereador e assessor presos na Operação Câmara Secreta são soltos

Aline dos Santos
Humberto Teixeira Júnior foi preso pelo Gaeco no dia 29 de abril. (Foto: Ademir Almeida)Humberto Teixeira Júnior foi preso pelo Gaeco no dia 29 de abril. (Foto: Ademir Almeida)

Presos desde 29 de abril, o ex-vereador de Dourados, Humberto Teixeira Júnior, e seu assessor Rodrigo Terra tiveram a prisão revogada. De acordo com o advogado Airton Stropa, a juíza da 1ª Vara Criminal, Dileta Terezinha de Souza Thomaz, entendeu que não havia mais motivo para a prisão.

Humberto Teixeira Júnior deixou a PHAC (Penitenciária Harry Amorim Costa) ontem à noite. O ex-vereador e Rodrigo Terra são acusados de participar de uma máfia de empréstimos consignados na Câmara de Dourados.

Além deles, foram denunciados o ex-vereador Sidlei Alves, que permanece preso, e o ex-diretor financeiro da Câmara, Amilton Salina, solto um dia depois da operação.

Realizada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), a operação “Câmara Secreta” denunciou esquema envolvendo fraudes por meio de empréstimos consignados de servidores.

Os holerites eram falsificados pelo então diretor financeiro da Câmara, a mando dos dois vereadores. Os valores eram aumentados em até cinco vezes, para conseguir emprestar grandes somas. Dos denunciantes, dois eram servidores fantasmas.

Gravações da operação apontam que o ex-vereador Humberto Teixeira Júnior pagou propina de R$ 5 mil para que a fraude nos empréstimos consignados não fosse denunciada.

Humberto Teixera Júnior e Sidlei Alves já foram presos outras duas vezes, em operações da PF (Polícia Federal). Em 2009, a prisão foi durante a operação Owari.

No ano passado, após a operação Uragano, Sidlei renunciou ao mandado de vereador depois de passar 90 dias na cadeia. Texeira Júnior teve o mandato cassado em processo por quebra do decoro parlamentar.



Até parece que os dois estiveram passando uma temporada apenas em um hotel. O que será preciso em nosso país para que esse tipo de crime seja punido com a severidade de justiça que a lei exige? Nós simples cidadãos já estamos cansados dessa impunidade. Será que essa é mais uma história que aos poucos cairá no esquecimento? Tenho notícias que o ex-prefeito de Dourados anda pelas ruas rindo à toa. será que é a comemoração pela impunidade que reina no pais?
 
Venilto Rocha de Oliveira em 19/05/2011 01:35:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions