A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

05/04/2012 15:10

Puccinelli destaca tempo de TV do PDT, mas desconversa sobre aliança

Fabiano Arruda
André Puccinelli concede entrevista e volta a desconversar sobre arranjos políticos em torno da chapa encabeçada por Giroto à Prefeitura de Campo Grande. (Foto: Fabiano Arruda)André Puccinelli concede entrevista e volta a desconversar sobre arranjos políticos em torno da chapa encabeçada por Giroto à Prefeitura de Campo Grande. (Foto: Fabiano Arruda)

Enquanto acompanhava a agenda do ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella (PRB-RJ), em Campo Grande, o governador André Puccinellil (PMDB) voltou a falar sobre uma possível composição de chapa encabeçada por Edson Giroto (PMDB) tendo presidente estadual do PDT como vice.

Na análise de Puccinelli, os partidos que podem agregar à campanha peemedebista com tempo de TV são bem vistos.

Foi a única declaração clara de André sobre o assunto. No mais, questionado pela imprensa, ele se resumiu a dizer, repetidas vezes, “não sei” sobre a aproximação dos partidos, além de tem estudado muito antes de opinar em relação aos arranjos políticos.

Eletrosul - Já o deputado estadual Vander Loubet (PT) voltou a minimizar a aproximação entre PMDB e PDT e reforçou que tornará a pleitear a indicação de Dagoberto para a Eletrosul, empresa vinculada ao Ministério de Minas e Energia e que tem atuação preponderante nos estados da região Sul e Mato Grosso do Sul.

Segundo o petista, a “campanha” pela indicação não tem ligação com a aproximação de Dagoberto com peemedebistas, mas por “merecimento”.

De acordo com Vander, o empenho do presidente do PDT na campanha para a eleição da presidente Dilma Rousseff (PT) em 2010 justifica a indicação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions