ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 21º

Política

“Homens com língua afiada não prosperam”, diz Marquinhos sobre campanha

Prefeito não citou nomes de adversários e afirmou que espera por uma campanha “propositiva”

Por Anahi Zurutuza e Leonardo Rocha | 15/09/2020 16:59
Prefeito Marquinhos Trad na chegada do evento no partido da vice, Adriane Lopes (Foto: Silas Lima)
Prefeito Marquinhos Trad na chegada do evento no partido da vice, Adriane Lopes (Foto: Silas Lima)

Na convenção do Patriota nesta tarde, evento que confirmou Adriane Lopes como a vice de Marquinhos Trad em chapa que busca a reeleição, o prefeito de Campo Grande pela primeira vez falou abertamente sobre a corrida eleitoral. O chefe do Executivo municipal disse espera por uma “campanha propositiva”.

Questionado sobre se acredita que será vidraça durante a “guerra” pelo comando da Prefeitura de Campo Grande, Marquinhos diz não se importar.  “Não vão prosperar os homens com língua afiada”, citou a passagem bíblica e completou: “a população não vê com bons olhos os que fazem ataques pessoais”.

Para o prefeito, o importante foi conseguir atrair o apoio de vários partidos – além da sigla da vice, PSDB, PTB, Democratas, Rede Sustentabilidade, PSB, PC do B e Republicanos. “É sinal de maturidade das legendas em entender que o momento é de pensar no crescimento da cidade. Deixaram de lançar candidatos por acreditar no meu projeto de continuidade, que a cidade precisa de alguém que conhece a administração pública, que seja maduro e experiente neste momento de pandemia e retomada economia”.

Marquinhos, porém, nega o clima de “já ganhou” e diz que vai para a campanha com humildade. “O orgulho precede a queda”, observou, citando novamente provérbio da Bíblia. “Vai ganhar quem tocar o coração do eleitor”, finalizou.

Lançamento - O lançamento oficial da candidatura de Marquinhos pelo PSD aconteceu no início da tarde de hoje na sede do partido. Na ocasião, também foi lançada a chapa com 44 candidatos a vereador, dentre eles, cinco que buscam a reeleição: Chiquinho Telles, Odilon de Oliveira, Otávio Trad, Valdir Gomes e Hederson Fritz.

Em função da pandemia do coronavírus, o partido resolveu adotar alguns procedimentos de biossegurança, para evitar aglomerações no evento. Com isto só estava permitida a entrada dos filiados com direito a voto.